Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.300,99
    +860,76 (+1,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Redmi Note 9 Pro pega fogo e Xiaomi culpa o consumidor pelo incidente

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

A Xiaomi já se envolveu em alguns casos polêmicos de smartphones que pegaram fogo sem supostas interferências externas. Um que se tornou manchete na Índia envolveu um Redmi Note 6 Pro que começou a emanar fumaça em uma loja de varejo no estado de Gurajat, um dos maiores do país. Outro caso foi de um Redmi Note 7 Pro esquentando no bolso de um usuário antes de explodir — nessa situação, a fabricante deu um novo aparelho ao consumidor.

No último dia 28, mais uma situação atingindo um celular da Xiaomi aconteceu na Índia. Uma usuária chamada Priyanka Pavra contou no Twitter que uma unidade do Redmi Note 9 Pro comprada em dezembro de 2020 começou a emanar fumaça "do nada", até que seu irmão jogou água no aparelho para evitar uma possível explosão. Como é possível observar pelas imagens, o smartphone ficou completamente inutilizável, com a tela e a tampa traseira quebradas pelo incidente.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A Xiaomi Índia tomou conhecimento do caso e revelou que, com base em uma investigação inicial, o dano ao celular foi causado devido à "força externa" e, portanto, classificado como "dano induzido pelo cliente". "Todos os nossos dispositivos passam por vários níveis de testes de qualidade rigorosos para garantir que a qualidade do dispositivo não seja comprometida em nenhum nível.", disse um porta-voz da Xiaomi ao site 91mobiles.

Infelizmente, ainda não há uma explicação mais clara sobre o que poderia ter sido essa "força externa", embora haja muitas situações que podem fazer com que um celular exploda, como o uso de um carregador falsificado, exposição à alta temperatura ou em locais muito úmidos. Felizmente, o incidente não prejudicou o usuário, mas é bastante provável que a Xiaomi não ofereça um novo aparelho ou reembolso pelos danos causados.

Redmi Note 9 Pro no Brasil

O Redmi Note 9 Pro está disponível no Brasil e, com o lançamento dos recentes Redmi Note 10 por aqui, já pode ser encontrado por preços bem atraentes. Confira nossa análise completa e, caso tenha curtido, acesso o link abaixo para comprá-lo de maneira confiável!

Compre o Redmi Note 9 Pro 

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: