Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.786,43
    +113,67 (+0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.298,20
    -104,50 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +1,29 (+1,54%)
     
  • OURO

    1.782,80
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    65.772,60
    +1.743,86 (+2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.538,50
    +57,70 (+3,90%)
     
  • S&P500

    4.536,19
    +16,56 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.609,34
    +152,03 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.357,75
    -40,75 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5196
    +0,0234 (+0,36%)
     

Redmi Note 11 deve trazer suporte a carregador de 120W

·2 minuto de leitura

A família Redmi Note 10 não para de crescer, e mesmo assim a Xiaomi já teria definido algumas características importantes da próxima geração. Mais uma vez a informação chega via Weibo e, segundo informado, a próxima leva de celulares da família deverá se destacar por um upgrade notável de desempenho e recarga rápida.

O insider de boa reputação Digital Chat Station vazou que ao menos um modelo do Redmi Note 11 trará carregamento inédito para o segmento, com boa folga em relação aos competidores. Reservado ao modelo mais avançado da futura geração, ele traria 120 W de potência — isso enquanto os atuais Redmi Note 10 suportam no máximo 67 W em versões mais avançadas, com os modelos vendidos no Brasil suportando até 33 W.

Seria um gigantesco salto, principalmente para um intermediário. O Mi Mix 4 traz esse carregador na caixa, e sua bateria é preenchida completamente em 15 minutos.

Uma boa característica dos mid-end é a possibilidade de oferecerem grandes baterias, e combinado a um carregamento super rápido, o usuário poderia contar com autonomia longa e pouco tempo de tomada. Por muitas vezes o mercado acaba oferecendo uma coisa, ou outra.

Redmi Note 10, que em breve abrirá espaço para os Redmi Note 11 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 10, que em breve abrirá espaço para os Redmi Note 11 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Além disso, o Redmi Note 11 Pro (ou seja lá qual for o seu nome) deverá trazer o Snapdragon 778G. É um SoC com características premium, como triplo sensor de processamento de imagem, e suporte para uma tela de até 144 Hz. Se isso tudo for confirmado, ao lado de um conjunto competente de câmeras, o modelo ficaria devendo pouco para verdadeiros tops de linha.

Apesar dessas novidades, a família Redmi Note 11 ainda conta com poucos detalhes, e seu lançamento é desconhecido. Mas a Xiaomi certamente o fará nos próximos meses, dado seu histórico de anúncios.

Vale lembrar, a empresa tem sido rápida para trazer seus lançamentos ao Brasil. A família Redmi Note 10 está bem representada com uma série de modelos. E a marca está expandindo sua atuação em território nacional, com novas lojas físicas, e aumentando a diversidade de produtos, com o lançamento de tablets.

Por último, mesmo que o Redmi Note 11 mais avançado traga 120 W de potência, é bom lembrar que a marca já demonstrou que poderá ir além: ela já revelou testes com a tecnologia de 200 W. A principal preocupação do mercado, de forma geral, é como a saúde da bateria ficaria afetada com carregamento tão rápido. Quando um equilíbrio for possível, o modo de economia de energia poderá se tornar coisa do passado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos