Mercado fechará em 3 h 34 min
  • BOVESPA

    121.992,13
    +83,10 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.290,79
    -576,36 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,98
    +0,06 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.835,40
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    56.210,42
    -1.889,36 (-3,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.505,77
    +1.263,09 (+520,48%)
     
  • S&P500

    4.146,61
    -41,82 (-1,00%)
     
  • DOW JONES

    34.240,77
    -502,05 (-1,45%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.013,81
    -581,89 (-2,03%)
     
  • NIKKEI

    28.608,59
    -909,71 (-3,08%)
     
  • NASDAQ

    13.318,50
    -38,25 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3446
    +0,0044 (+0,07%)
     

Redmi Note 10S vs Galaxy A52: pague mais caro e tenha mais em troca

Gustavo de Lima Inacio
·10 minuto de leitura

O Redmi Note 10S chegou ao mercado como sendo o modelo do meio da nova linha de intermediários da Xiaomi. A Samsung também quis entrar no jogo, e trouxe recentemente a sua linha Galaxy A, apresentando o Galaxy A52 ao mundo, tanto em versão 4G quanto em versão 5G.

São dois dispositivos com características que numa olhada rápida pode dar a impressão de serem parecidos, mas quando se olha os detalhes passa-se a notar algumas diferenças que podem fazer a diferença para o consumidor. Por isso, a ideia é colocar os modelos lado a lado para ver qual deles tem a real vantagem em relação ao outro.

Vale dizer que a versão do Samsung Galaxy A52 usada nesse comparativo é a com 4G, que tem tela de menor taxa de atualização e processador um pouco menos potente do que o irmão com suporte a rede 5G.

Design

Tratando de construção, vemos aqui que as duas marcas preferiram adicionar uma finalização em plástico fosco na tampa traseira. Os dois aparelhos possuem um módulo no canto superior esquerdo para guardar as suas quatro câmeras traseiras e o flash de LED, sendo que no modelo da Samsung ela é na cor do aparelho e no Xiaomi ela tem uma cor preta com uma moldura prateada.

Caption
Caption

Na frente, ambos os modelos trazem um furo centralizado no topo da tela para guardar a câmera frontal, com bordas finas ao redor do display. Vale dizer que no caso do Galaxy A52, o display ainda abriga o leitor de impressões digitais, sendo que no Redmi esse sensor está presente, mas embutido no botão de liga/desliga. Falando em botões, nos dois smartphones eles ficam na lateral direita do aparelho.

Eles trazem conectores USB-C e P2 para fone de ouvido, mas apenas o Galaxy A52 tem certificação IP67 que permite submersão rápida em água doce (até 1 metro por 30 minutos), com o Redmi Note 10S sendo somente resistente a respingos por conta da certificação IP53. Sobre tamanho e peso, os dois tem dimensões parecidas, com o Galaxy sendo um pouco mais pesado. O chinês tem as medidas 160,5 x 74,5 x 8,3 mm e pesa 179 gramas, enquanto o sul-coreano tem 159,9 x 75,1 x 8,4 mm e pesa 189 gramas.

Caption
Caption

Por fim, vale citar que eles tem diferentes opções de cor, com o Samsung oferecendo quatro e o Xiaomi estando disponível em três. No caso, o Galaxy A52 chegou ao mercado em quatro opções de cor, que são: preto, branco, roxo e azul. Vale dizer que o Redmi Note 10S é vendido em três variedades, que são: azul, cinza e branco. Como dito anteriormente, em ambos os casos há uma finalização fosca.

Tela

  • Redmi Note 10S: Super AMOLED de 6,43 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), 1000 nits, taxa de atualização de 60 Hz;

  • Samsung Galaxy A52: Super AMOLED de 6,5 polegadas com resolução Full HD+ (1080x2400 pixels), 800 nits, taxa de atualização de 90 Hz.

Aqui vemos muitas semelhanças e pouquíssimas diferenças. Começando justamente pelo o que se parece, vemos que ambos os aparelhos fazem uso de uma tela com tecnologia Super AMOLED, que tem a tendência de deixar as cores mais vivas e vibrantes, assim como possuem um preto profundo, que é bom para consumo de conteúdo e economia de energia. Vale dizer que o tamanho dos painéis é parecido, com 6,43 polegadas no Redmi Note 10S e 6,5 polegadas no Galaxy A52.

Caption
Caption

Uma coisa que é diferente entre eles é o nível total de brilho que cada um oferece. Enquanto o Samsung oferta até 800 nits de brilho, o Xiaomi chega a alcançar até 1200 nits. Assim, vemos que o Redmi Note 10S é um dispositivo que vai oferecer maior legibilidade em situações de ambientes com muita iluminação, principalmente sob o sol.

Uma tecnologia que tem se tornado mais comum nos smartphones intermediários é o suporte a maior taxa de atualização. Infelizmente, o Redmi Note 10S tem taxa de atualização padrão, de 60 Hz, enquanto o Galaxy A52 tem 90 Hz. Com isso, o dispositivo da marca sul-coreana, tem uma tela com maior fluidez, com movimentação mais suave, que traz uma melhor sensação durante o uso.

Câmeras

  • Redmi Note 10S: 64 MP (f/1.8, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra grande-angular) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade) + 13 MP (f/2.5, frontal);

  • Samsung Galaxy A52: 64 MP (principal, f/1.8) + 12 MP (ultra grande-angular, f/2.2) + 5 MP (macro, f/2.4) + 5 MP (profundidade, f/2.4) + 32 MP (frontal, f/2.2).

No caso das câmeras, vemos algumas semelhanças. Começando pela câmera principal, ambos os smartphones possuem um sensor de 64 MP com lente de abertura f/1.8, mas o Galaxy A52 oferece aqui estabilização óptica de imagem, que deixa as fotos e vídeos com uma menor chance de apresentar "tremidos" e borrões durante o registro.

Caption
Caption

Nas outras três câmeras traseiras, vemos as mesmas aberturas, mas o Samsung oferece uma maior quantidade de pixels em todos os casos. A câmera ultra grande angular é de 12 MP no Galaxy contra 8 MP no Redmi. A terceira câmera deles é uma macro, sendo de 2 MP no modelo chinês e de 5 MP no modelo sul-coreano, situação essa que se repete no caso da câmera de profundidade deles.

Por fim, vemos que a câmera frontal do Galaxy A52 tende a ser superior, visto que é uma câmera de 32 MP, contra uma de 13 MP do concorrente, que ainda tem maior abertura de lente, permitindo maior passagem de luz e por consequência tendendo a oferecer imagens de maior qualidade em ambientes de iluminação precária. Vale comentar ainda que os dois gravam vídeos em 4K a 30 fps na câmera traseira. O Galaxy A52 mantém essa qualidade na câmera frontal, mas o Redmi Note 10S só grava em Full HD a 30 fps, nesse caso.

Processador e memória

  • Redmi Note 10S: MediaTek Helio G95 Octa-core (2x2.05 GHz Cortex-A76 & 6x2.0 GHz Cortex-A55);

  • Samsung Galaxy A52: Snapdragon 720G Octa-core (2x 2,3 GHz Kryo 465 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 465 Silver).

Aqui existe uma vantagem para o dispositivo sul-coreano, mesmo que pequena. O celular da Samsung oferece dois núcleos de alta performance que oferecem maior potência em situações mais exigentes, enquanto ele tem núcleos de baixa potência com um pouquinho menos de velocidade. Além disso, o chipset do Galaxy A52 tem placa gráfica um pouco mais forte que a do concorrente, sendo mais capaz de lidar com jogos um pouco mais exigentes. Também, o Snapdragon 720G é um processador de 8 nm, contra um Helio G95 de 12 nm. Dessa forma, saiba que ele é um pouco mais eficiente e tem tendência de ser mais econômico no sentido de uso da bateria.

Em questão de memórias, vemos que o Galaxy A52 chega em variante única com apenas 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno, com expansão de memória via cartão microSD. No caso do Redmi Note 10S, ainda não sabemos em qual variante ele será oferecido no país, caso ele chegue a ser vendido oficialmente por aqui, mas no exterior ele tem versões com 6 GB ou 8 GB de memória RAM e 64 GB ou 128 GB de espaço para armazenamento interno.

De qualquer maneira, são smartphones bastante interessantes, que devem satisfazer boa parte dos usuários que buscam um bom celular para o dia-a-dia, mas aqueles que querem um pouquinho mais de fôlego nos jogos podem acabar optando pelo modelo da Samsung.

Bateria

Caption
Caption

Quando se fala de bateria, vemos que o Redmi Note 10S oferece uma de 5.000 mAh, enquanto o Galaxy A52 possui uma célula um pouco menor, de 4.500 mAh. Ambos são smartphones para oferecer uma boa autonomia, com mais de um dia de uso mediano de forma tranquila, mas o Redmi Note 10S tem uma tendência de oferecer um tempinho a mais, graças ao seu tanque maior.

Uma diferença fica por conta da velocidade de carregamento. O Samsung oferece suporte a carregamento rápido de 25 watts, mas na caixa um carregador de apenas 15 watts está incluso. Assim, os usuários que quiserem essa velocidade mais alta precisam comprar o carregador mais forte a parte. No caso do Xiaomi, ele já vem com um carregador de 33 watts na caixa. Dessa forma, é de se esperar que o Redmi Note 10S passe menos tempo plugado na tomada para ser carregado.

Recursos extras

Por se tratar de modelos intermediários, não espere por muitos recursos diferentes, mas eles ainda assim têm coisas interessantes embarcadas. Os dois contam com leitura de impressão digital, mas no caso do Redmi vem um leitor físico na lateral direita, junto ao botão de energia, enquanto a Samsung traz a tecnologia embutida sob a tela do aparelho.

Ambos trazem NFC para pagamentos por aproximação, conexão P2 para fones de ouvido e saída de som estéreo, otimizado com tecnologia Dolby Atmos no caso do Galaxy, mas apenas o Redmi Note 10S tem um infravermelho para usar o celular como controle remoto universal. Por outro lado, o Galaxy A52 tem garantia de atualização de três anos de versões do Android e ao menos quatro anos de correções de segurança.

No mais, os dois possuem Wi-Fi dual-band, mas o Galaxy A52 tem Bluetooth 5.0 contra Bluetooth 5.1 do Redmi Note 10S. E os dois possuem uma certificação contra água, sendo que o chinês tem resistência IP53 contra respingos apenas, enquanto o Galaxy A52 tem resistência IP67 contra água e poeira, que garante que ele deve sobreviver a uma submersão por até 1 metro de profundidade por até 30 minutos.

Redmi Note 10S vs Galaxy A52: qual vale a pena?

Caption
Caption

O Galaxy A52 é um dispositivo que traz resistência contra água IP67, é um pouco mais pesado que o concorrente, tem mais opções de cor, tem tela um pouco maior e com mais fluidez graças aos 90 Hz de taxa de atualização, tem uma performance um pouco melhor, câmera principal com OIS, e as outras três de maior quantidade de megapixels, suporte a gravação de vídeo em 4K, leitor de impressões digitais na tela, som com tecnologia Dolby Atmos e maior confiabilidade quando se trata de atualizações.

O Redmi Note 10S traz resistência IP53, que garante que ele sobrevive apenas a respingos de água, é um pouco mais leve, tem infravermelho para usar o aparelho como controle remoto universal, um brilho máximo maior, opções com mais quantidade de memória RAM, bateria que deve durar mais e carregamento mais rápido, assim como biometria na lateral do aparelho.

Agora, cabe a você analisar o preço dos dois aparelhos e ver o que cada um oferece, para só então ser capaz de decidir qual dos dois conjuntos te atende melhor o seu bolso e suas necessidades.

Redmi Note 10S: ficha técnica

  • Tela: 6,43 AMOLED, resolução Full HD+, 60 Hz de atualização;

  • Chipset: MediaTek Helio G95;

  • Memória RAM: 6 ou 8 GB;

  • Armazenamento interno: 64 ou 128 GB;

  • Câmera traseira: quádrupla — 64 MP (principal, f/1.79) + 8 MP (ultrawide, f/2.2) + 2 MP (telemacro, f/2.4) + 2 MP (profundidade, f/2.4);

  • Câmera frontal: 13 MP, f/2.45;

  • Dimensões: 160.5 x 74.5 x 8.3 mm;

  • Peso: 178,8 gramas;

  • Bateria: 5.000 mAh, carregador com fio de 33 W;

  • Extras: Gorilla Glass 3, taxa de amostragem de 120 Hz, alto-falantes duplos, sensor infravermelho;

  • Cores disponíveis: n/a;

  • Sistema operacional: MIUI 12, sob o Android 11.

Samsung Galaxy A52: ficha técnica

  • Tela: Super AMOLED de 6,5 polegadas com resolução Full HD e taxa de atualização 90 Hz;

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 720G;

  • Memória RAM: 6 GB;

  • Armazenamento interno: 128 GB;

  • Câmera traseira: quádrupla — 64 MP (principal) + 12 MP (ultra grande-angular) + 5 MP (macro) + 5 MP (profundidade);

  • Câmera frontal: 32 MP;

  • Dimensões: 75.1 x 159.9 x 8.4mm;

  • Peso: 189 gramas;

  • Bateria: 4.500 mAh;

  • Extras: certificação IP67, recarga rápida, leitor de digitais na tela, alto-falantes estéreo, Dolby Atmos;

  • Cores disponíveis: azul, preto, branco ou violeta;

  • Sistema operacional: One UI 3.1 sob o Android 11.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: