Mercado abrirá em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    120.705,91
    +995,88 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.829,31
    +80,90 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,67
    -0,15 (-0,24%)
     
  • OURO

    1.832,70
    +8,70 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    48.969,39
    -2.219,89 (-4,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.354,17
    -33,73 (-2,43%)
     
  • S&P500

    4.112,50
    +49,46 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.021,45
    +433,79 (+1,29%)
     
  • FTSE

    6.963,33
    -41,30 (-0,59%)
     
  • HANG SENG

    27.972,28
    +253,61 (+0,91%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.184,75
    +84,50 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4263
    +0,0138 (+0,22%)
     

Redmi Note 10: usuários relatam diversos problemas nas telas da linha

Renan da Silva Dores
·3 minuto de leitura

A linha Redmi Note é reconhecida pelo elevado custo-benefício que oferece, contando com especificações robustas e preço acessível. A máxima é especialmente verdadeira nos modelos mais recentes da família, da série Redmi Note 10. Além de contar com upgrades no hardware e até compatibilidade com 5G em alguns modelos, os novos aparelhos trazem bateria generosa e têm como principal destaque a tela AMOLED.

Os painéis utilizados na maior parte dos lançamentos trazem taxa de atualização de 120 Hz e conseguem atingir respeitáveis 1.200 nits de brilho, valor muito próximo ao dos mais novos topos de linha, que chegam aos 1.300 nits. Apesar disso, a mudança pode ter acarretado alguns problemas graves, que começaram a ser relatados por um número significativo de usuários nesta semana.

Toques falsos, congelamento e mais

O problema mais relatado é o de falta de responsividade da tela, que não interpreta o toque dos usuários, além de eventuais "toques falsos", quando o painel começa a reagir e realizar ações sem o input do usuário. Outras falhas relatadas com frequência incluem ainda congelamentos e tremulação da tela, quando elementos da interface começam a tremer espontaneamente.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Curiosamente, as falhas parecem ser mais frequentes quando o modo de 120 Hz está ativado, com a ativação do modo de 60 Hz sendo uma solução temporária. Além disso, o modo escuro também parece ser outra causa dos problemas, intensificando a aparição de tremulação do painel. A Redmi Índia já entrou em contato com boa parte dos usuários com reclamações no Twitter, com alguns chegando a trocar de unidade, mas os problemas persistem.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ao usuário @AdvTarun93, cujo exemplar de um amigo chegou a ser substituído mas continuou defeituoso, a empresa alegou se tratar de uma falha de software, que seria corrigida posteriormente em um update ainda sem previsão de lançamento. Vale lembrar que essa não é a primeira vez que um aparelho da linha Redmi Note sofre com problemas graves, sendo o próprio Redmi Note 9 um exemplo disso.

Redmi Note 9 também passou por problemas

Lançado em abril do ano passado, o Redmi Note 9 marcou a primeira grande mudança de design da linha em dois anos, com um módulo de câmeras quadrado centralizado na traseira do telefone. As modificações na construção parecem ter aberto brechas para falhas, com grande número de usuários do aparelho indicando que os sensores não haviam sido selados corretamente.

O Redmi Note 9 também apresentou problemas sérios, mas envolvidos com a selagem dos sensores de câmera (Imagem: Ivo Meneghel Junior/Canaltech)
O Redmi Note 9 também apresentou problemas sérios, mas envolvidos com a selagem dos sensores de câmera (Imagem: Ivo Meneghel Junior/Canaltech)

Poeira e até mesmo líquidos conseguiam acessar a região dos sensores, algo que poderia inutilizar os componentes e não deveria ser possível, considerando os lacres aplicados no telefone. De maneira similar ao que anda acontecendo com o Redmi Note 10, a Xiaomi entrou em contato com os afetados pelo Twitter, mas não chegou a emitir uma resposta oficial para o caso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: