Mercado abrirá em 9 h 11 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,16
    +0,08 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.775,40
    -8,00 (-0,45%)
     
  • BTC-USD

    32.490,06
    -1.308,24 (-3,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    781,70
    -28,49 (-3,52%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.807,92
    -9,15 (-0,03%)
     
  • NIKKEI

    28.920,12
    +45,23 (+0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.300,00
    +37,00 (+0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9258
    -0,0027 (-0,05%)
     

Redmi Note 10 Pro pode ser lançado na China com novo chipset da MediaTek e 5G

·2 minuto de leitura

A Xiaomi causou certa confusão quando lançou no ano passado a linha Redmi Note 9 na China. Os modelos do país asiático chegaram meses após a estreia da família no mercado global e trouxeram mudanças significativas no visual e no conjunto de especificações tanto em relação às versões globais quanto em comparação com as variantes indianas. O Note 9 4G chinês era basicamente um Poco M3 renomeado, enquanto o Note 9 Pro 5G compartilhava o hardware do Mi 10T Lite.

O Redmi Note 9 5G foi o único a contar com configurações originais, adotando chipset MediaTek Dimensity 800U. Ao que parece, essas mudanças devem acontecer novamente com a família Redmi Note 10, conforme sugere o leaker Bald Panda, em publicação na rede social chinesa Weibo.

Linha Redmi Note 10 pode chegar à China com novas especificações

Enquanto o Redmi Note 10 5G deve manter as configurações adotadas pela variante global, apenas aumentando a velocidade de carregamento para 22,5 W, o Redmi Note 10 Pro 5G e o Note 10 Pro+ 5G ganharão hardware repaginado. Bald Panda sugere que o primeiro deles adotará o recém-lançado chipset MediaTek Dimensity 900, nova solução da fabricante taiwanesa para intermediários premium.

O modelo chinês do Redmi Note 10 Pro deve contar com chip MediaTek Dimensity 900 (Imagem: Reprodução/Xiaomi)
O modelo chinês do Redmi Note 10 Pro deve contar com chip MediaTek Dimensity 900 (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

O Redmi Note 10 Pro+ 5G estaria mais inserido no segmento de topos de linha básicos, ao adotar processador MediaTek Dimensity 1100, versão ligeiramente inferior do Dimensity 1200, com clocks mais baixos. Assim como no ano passado, ambos acabam se mostrando opções mais atraentes que seus equivalentes no mercado global.

Dimensity 900 tem 5G turbinado e suporte a câmeras de 108 MP

Um dia depois de surgir em rumores, o MediaTek Dimensity 900 foi anunciado para suceder o Dimensity 820 no mercado de intermediários premium. O novo chip promete alto desempenho, com foco no baixo consumo de energia, trazendo núcleos Cortex-A78, também presentes em soluções mais premium como o Snapdragon 870 e o Dimensity 1200, da própria MediaTek.

O Dimensity 900 promete alto desempenho com baixo consumo de bateria (Imagem: Reprodução/MediaTek)
O Dimensity 900 promete alto desempenho com baixo consumo de bateria (Imagem: Reprodução/MediaTek)

Entre os destaques da novidade estão promessas de velocidades de 5G 20% maiores que a de concorrentes, suporte a câmeras de 108 MP, gravação de vídeos em 4K a 30 FPS com HDR, além de aprimoramentos em capturas noturnas. Há ainda suporte a Wi-Fi 6, Bluetooth 5.2 e a capacidade de realizar upscaling em tempo real de conteúdo em SDR para HDR, e de HDR10 para HDR10+.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos