Mercado fechará em 3 h 44 min
  • BOVESPA

    98.990,56
    +36,66 (+0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.327,99
    +584,84 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,40
    +1,97 (+1,82%)
     
  • OURO

    1.806,60
    +5,10 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    19.795,73
    +761,51 (+4,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    429,03
    +8,89 (+2,12%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.232,65
    +64,00 (+0,89%)
     
  • HANG SENG

    21.830,35
    -29,44 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.153,81
    +218,19 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    11.558,75
    -52,50 (-0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5227
    -0,0360 (-0,65%)
     

Redes sociais ligam varíola do macaco às 'previsões' de Bill Gates

Bill Gates é frequentemente ligado a teorias da conspiração
Bill Gates é frequentemente ligado a teorias da conspiração. (Andreas Gebert/Reuters)
  • Varíola do macaco tem chamado atenção após novos casos na Europa e nos EUA;

  • Bill Gates chegou a “prever” a pandemia da covid e já chamou atenção para a varíola;

  • Gates afirmou que os filantropos e os governos deveriam adotar medidas de prevenção de riscos.

Alvo de diversas teorias da conspiração, o fundador da Microsoft, Bill Gates, tem sido questionado sobre suas previsões do perigo da varíola. O magnata, que agora dedica sua vida à pesquisa de vacinas e causas sociais, chegou a "prever" a pandemia da covid-19 e disse que a próxima pandemia seria de varíola.

Com as notícias de que a varíola do macaco, doença rara presente em alguns primatas no centro e oeste da África, tem causado preocupações com o registro de casos na Europa e nos Estados Unidos, muitos levantaram teorias de que, na verdade, Gates que teria criado a doença.

Chegando a ser chamado de "terrorista biológico", comentários nas redes sociais acusam o bilionário de implantar doenças para ganhar dinheiro e "controlar a população". Até mesmo George Soros, filantropo húngaro, também tem sido acusado de "planejar" uma nova pandemia junto com Gates.

Em entrevista à agência de notícias AFP em 2015, Bill Gates disse que o mundo deveria se preparar para uma pandemia. Em 2019, o mundo viu a covid surgir e se alastrar. Já em 2021, em entrevista concedida ao Financial Times, o bilionário disse que a próxima pandemia poderá ser muito pior que a do coronavírus.

Para combater a eventual crise sanitária, Gates afirmou que os filantropos e os governos deveriam adotar medidas de prevenção de riscos. Gates atualmente se dedica à Fundação Bill e Melinda Gates, que planeja investir 10 bilhões de dólares para ajudar a desenvolver novas vacinas e a aplicá-las nos países mais pobres.

Veja os principais comentários:

O que se sabe sobre a varíola do macaco

A primeira observação da doença em macacos foi em laboratório, em 1958, com o primeiro caso em humanos sendo observado na República Democrática do Congo em 1970. Desde então, alguns surtos atingiram o país africano e, por vezes, a Europa, sem, no entanto, chegar ao estado de pandemia.

Até a última quinta-feira (19), 109 casos suspeitos da varíola de macaco já foram reportados por todo o mundo, com nove deles confirmados no Reino Unido, a maioria em Londres. Em Portugal, há 14 confirmações e 20 suspeitas; na Espanha, há sete confirmados e 24 suspeitos. Na Itália, há dois casos suspeitos, e na Bélgica, também dois, com um caso confirmado.

Na França e na Suécia, um caso cada, enquanto os EUA têm um caso confirmado e um suspeito. No Canadá, há uma confirmação e 21 suspeitas. Na Austrália, há um caso confirmado e uma suspeita. Os especialistas, no entanto, creem que possa haver mais casos, temendo uma subnotificação, especialmente porque alguns casos têm sintomas mais leves.

Assim como outras ocorrências da varíola do macaco, como 2017, 2018 e 2021, os especialistas consideram ser possível conter infecção ao identificar os contatos que os pacientes tiveram com outras pessoas, e países como o Reino Unido têm providenciado vacinas a todos os possíveis infectados. Embora não se possa dizer com toda a certeza que uma pandemia não irá ocorrer, os cientistas acham isso altamente improvável.

Na República Democrática do Congo, por exemplo, em 2001 e 2002, 485 casos foram registrados, com 25 mortes, mas a situação foi controlada. Estudos têm feito sequenciamento genético para descobrir se a variante atual é diferente das que já afetaram a África, Europa e EUA, já que ela parece se espalhar mais fácil, mas ainda não há dados conclusivos.

Principais sintomas da varíola do macaco:

  • lesões ulcerativas

  • erupções cutâneas

  • gânglios palpáveis

  • febre

  • dores de cabeça

  • dores musculares

  • fadiga

As erupções cutâneas costumam aparecer primeiro no rosto, espalhando para outras partes do corpo, incluindo os genitais, e, inicialmente, pode se parecer com catapora, antes de formar crostas.

Para o tratamento da condição, há antivirais como o tecovirimat, utilizado contra catapora, varíola bovina e varíola do macaco. Além disso, há uma vacina, chamada Jynneos (também conhecida como Imvanex e Imvamune), aprovada para adultos na Europa e Estados Unidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos