Mercado abrirá em 8 h 55 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,48
    +0,09 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.878,30
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    13.218,55
    +1,26 (+0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    261,58
    -11,11 (-4,07%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.420,25
    -288,55 (-1,17%)
     
  • NIKKEI

    23.261,98
    -156,53 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    11.230,50
    +97,75 (+0,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7356
    +0,0012 (+0,02%)
     

Redes 5G crescem mundo afora e já contam com 138 milhões de conexões

Rui Maciel
·6 minutos de leitura

Um levantamento divulgado nesta quinta-feira (24) pela 5G Americas - associação setorial de tecnologias móveis para as Américas - aponta as operadoras móveis continuam inaugurando novas redes 5G, mesmo com o número de novas assinaturas 5G desacelerando em algumas áreas. De acordo com dados da TeleGeography, 30 novas redes da quinta geração de internet móvel entraram em operação no segundo trimestre de 2020, totalizando 138 milhões de conexões no período em questão, um crescimento de 116% em relação ao trimestre anterior.

Ainda segundo informações daTeleGeography, hoje há 114 redes comerciais 5G em operação no mundo inteiro, número este que deve crescer praticamente 100% para 204 até o final de 2020. Já o último Relatório da Ericsson Mobility de setembro de 2020 afirma que o 5G continua suportando o crescimento do setor de comunicação sem fio, com o volume global de tráfego de dados, incluindo acesso fixo sem fio, crescendo 53% no ano passado. Em paralelo, de acordo com a Associação Global de Fornecedores Móveis (GSA), o mercado contava com 190 modelos de dispositivos 5G até o final de agosto.

Crescimento promissor até o final de 2020

Para Chris Pearson, presidente da 5G Americas, ainda há um número significante de novas redes 5G entrando em operação, apesar dos desafios deste último trimestre, marcado pela pandemia do coronavírus. "As operadoras móveis estão mantendo seus investimentos em novas redes 5G como parte de seus planos de longo prazo", afirmou o executivo.

A curto prazo, a Omdia, consultoria de pesquisa especializada em TI, projeta 236 milhões de conexões 5G no mundo inteiro até o final de 2020, das quais 10 milhões registradas na América do Norte. “De acordo com nossas previsões, esses números devem acelerar no segundo semestre com o relaxamento do isolamento social, a expansão da rede 5G e a disponibilidade de novos dispositivos 5G", declarou Kristin Paulin, analista sênior da Omdia.

Antena 5G da Vodafone da Alemanha (Foto:Fabian Horst / Wikimedia - Creative Commons)
Antena 5G da Vodafone da Alemanha (Foto:Fabian Horst / Wikimedia - Creative Commons)

A América Latina e Caribe chegaram ao fim do trimestre com 3.685 conexões 5G, crescimento de 25% na comparação trimestral, e 378 milhões de conexões LTE (crescimento trimestral de 2%). De acordo com as projeções da Omdia, a América Latina e o Caribe devem registrar 189 mil novas conexões até o final de 2020.

América Latina e América do Norte

Os dados a seguir, da TeleGeography, representam o número de redes em operação no mundo e nas Américas usando tecnologias sem fio 4G e 5G até 16 de setembro de 2020:

Global:

  • 5G: 114

  • LTE Advanced: 335

  • LTE: 682

América do Norte:

  • 5G: 7

  • LTE Advanced: 12

  • LTE: 23

América Latina e o Caribe:

  • 5G: 10

  • LTE Advanced: 49

  • LTE: 125

A partir dos números acima, Jose Otero, vice-presidente da 5G Americas para a América Latina e o Caribe, afirmou que o 5G está quebrando vários recordes na América Latina e no Caribe. "A 5G oferece mais velocidade que qualquer outra tecnologia na região e é a primeira a ser incluída nos planos nacionais de desenvolvimento de vários países, como o Brasil, o Chile e a Colômbia”, afirmou ele.

O executivo também explicou que o “Uruguai foi pioneiro, sendo apenas o terceiro país do mundo a construir uma rede 5G; desde então, seis outros países da região começaram a oferecer o serviço. Otero prevê que novas redes devem ser anunciadas durante os próximos 12 meses. E, de acordo com dados da Omdia, a 5G deve representar 23% de linhas móveis dessa região até 2025”.

Motorola Edge 5G: mercado já conta com quase 200 dispositivos compatíveis com a 5º geração de internet móvel (Foto: Felipe Junqueira)
Motorola Edge 5G: mercado já conta com quase 200 dispositivos compatíveis com a 5º geração de internet móvel (Foto: Felipe Junqueira)

Por sua vez, a América do Norte registrou 2,3 milhões de conexões 5G e 497 milhões de conexões LTE até o final do segundo trimestre de 2020. Isso representa crescimento trimestral de 69% para o 5G nessa região, ou praticamente 1 milhão de novas conexões 5G durante o trimestre. Os números também representam crescimento trimestral de 1% para a LTE, que atraiu 4,6 milhão de novos assinantes durante o trimestre.

Além da 5G, o número global de conexões LTE deve continuar crescendo até o final de 2022 no mercado internacional. A LTE 4G deve atingir 5,7 bilhões de conexões até o final deste ano, com 506 milhões de novas conexões da América do Norte e 406 milhões da América Latina e Caribe.

Crescimento do 5G na pandemia

Chris Pearson comentou que devido à pandemia e os desafios que representa, diferentes regiões estão temporariamente registrando diferentes taxas de crescimento da base de assinantes 5G. "O crescimento continua forte no mercado norte-americano, enquanto a América Latina e o Caribe estão apenas iniciando sua jornada”, afirmou ele.

No entanto, mesmo com a pandemia, o crescimento do 5G se mostra constante. A 5G Américas afirmou em junho último o número de conexões e redes móveis de quinta geração contou com mais de 63,6 milhões de conexões no mundo inteiro no primeiro trimestre de 2020, um crescimento de 308,66% comparado com o trimestre anterior. Os números foram divulgados pela Omdia.

Algumas diferenças regionais foram aparecendo devido ao impacto localizado da pandemia, apesar do número de novas redes 5G entrando no mercado. Na época, Jose Otero, VP da 5G Americas para a América Latina e o Caribe afirmou que O setor de telecomunicações da América Latina e do Caribe estava começando a sentir o impacto da COVID-19. "O volume de remessas financeiras da Europa e América do Norte desacelerou e, com muitos governos regionais impondo regras de isolamento social, o poder de compra de uma grande parcela da população caiu”, declarou o executivo.

Alguns governos da América Latina e do Caribe ajustaram os termos de serviço e impostos que incidem sobre os serviços de comunicações para minimizar o impacto da pandemia. “Os problemas logísticos no mundo inteiro levaram à falta de dispositivos e, consequentemente, crescimento negativo do número de assinantes e adoção menor de novas tecnologias". continua Otero. "Todos os processos de alocação de espectro devem sofrer atrasos e nenhuma nova rede deve ser lançada nesse período até a situação normalizar”.

Em termos regionais, a América do Norte registrou na época 1,18 milhões de conexões 5G e 494 milhões de conexões LTE no final do primeiro trimestre de 2020. Isso representa 100% de crescimento para a 5G, que ganhou 591 mil conexões deste padrão durante o período, e ganho de 2,34% para a LTE, adicionando 11,3 milhões de conexões do gênero neste tri.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: