Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.052,73
    -251,03 (-1,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Rede atacadista cobra R$ 1 por caixa de papelão e viraliza no Twitter

Caixa de papelão a R$ 1: rede viraliza no Twitter.  (Foto: Getty Images)
Caixa de papelão a R$ 1: rede viraliza no Twitter. (Foto: Getty Images)
  • Caixa de papelão: foto mostra uma placa "caixa vazia R$ 1,00 cada" a frente de uma pilha de caixas de papelão;

  • A publicação foi compartilhada por centenas de milhares de internautas;

  • Nos comentários, alguns ligaram a cobrança à crise econômica vivida dentro do país.

No início desta semana, uma foto que mostra caixas de papelão usadas sendo comercializadas por R$ 1 viralizou nas redes sociais. A reação não podia ser outra, centenas de milhares de internautas criticaram a venda do item, que, geralmente, é oferecido gratuitamente. O ocorrido foi registrado no supermercado atacadista, Preço Baixo Meio a Meio, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, capital do Pará.

Publicada no Twitter na noite deste domingo (5), a imagem compartilhada mostra uma placa "caixa vazia R$ 1,00 cada" a frente de uma pilha de embalagens de papelão vazias. Nos comentários, alguns usuários ligavam a cobrança à crise econômica no país, lembrando os ossos que agora são vendidos pelos açougues. Até a tarde desta terça-feira (7), a publicação tinha mais de 133 mil curtidas e quase 15 mil compartilhamentos.

O estabelecimento informou à Folha que houve um erro em relação ao local onde a placa foi colocada. Segundo a rede, as caixas da imagem não são vendidas, mas há comercialização de outras, maiores, que acondicionam ovos, também por R$ 1.

"Essas caixas são oferecidas de forma gratuita aos clientes que optam por não usar sacolas plásticas”, informou o atacadista.

Ainda segundo o Preço Baixo Meio a Meio, as caixas de ovos, que de fato são vendidas, são bastante procuradas por clientes e empresas interessados em utilizar em mudanças ou mesmo armazenamento de materiais.

"Lamentamos pelo ocorrido e já orientamos a loja a qual estava com a comunicação a informar de maneira correta a destinação das caixas", afirmou a empresa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos