Mercado fechará em 2 h 49 min

Red Bull Bragantino não é o único do interior que já voltou aos treinos. E clima esquenta com os grandes

Red Bull Bragantino tem feito treinos desde a última terça-feira (Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)

Com exceção do Red Bull Bragantino, nenhum outro clube do interior de São Paulo confirma que já retomou as atividades. Mas o Blog apurou que pelo menos outros quatro times estão na mesma: Ferroviária, Novorizontino, Mirassol e Oeste também reiniciaram treinos apenas físicos, trabalhando em grupos reduzidos, e com uma série de restrições.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Tal notícia irritou dirigentes de alguns dos grandes de São Paulo, que se apegam a um acordo verbal para que todos os times do Paulistão voltassem juntos. O suposto pacto, na visão dos menores, teria sido quebrado quando Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos fizeram reunião com a Federação Paulista sem a presença dos demais.

Leia também:

Por meio de sua assessoria, a diretoria do Novorizontino entrou em contato com o Blog para negar a volta aos treinos. Nesta sexta-feira, em meio a esse clima, todos os integrantes da Série A-1 do Paulista vão se encontrar em uma videoconferência organizada pela FPF, para discutir o retorno do estadual.

O que se especula entre o quinteto que já está treinando é que os grandes, especialmente Corinthians e São Paulo, trabalham nos bastidores para não voltarem aos treinos em junho de maneira alguma. Se isso acontecer, eles perderiam a chance de pagar a seus atletas salários reduzidos - a ideia, inclusive, é promover o maior desconto possível, por causa da falta de dinheiro.

Na reunião da FPF, a tendência é de que Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos defendam a retomada dos treinos em 1º de julho, com a volta do Paulistão 20 dias depois. Já aqueles que voltaram a treinar entendem que as atividades deveriam ser totalmente liberadas em 16 de junho, com reinício do Paulistão na primeira semana de julho.

Por trás da guerra nos bastidores, há uma diferença importante: a pandemia do Coronavírus em estágios completamente diferentes nas cidades. A capital registra recorde de mortes no país, com 8.860 óbitos e 62% de taxa de ocupação das UTIs. Em Araraquara, terra da Ferroviária, no interior do estado, foram só cinco vítimas fatais e cerca de 10% dos leitos de UTI ocupados.Já em Bragança Paulista, são 12 mortes e menos de 300 casos confirmados. Mirassol tem nove óbitos e Novo Horizonte, cinco.

O Red Bull Bragantino treina com permissão das autoridades de Bragança Paulista e tem adotado uma série de procedimentos preventivos, como testagem em todos os atletas, divisão do elenco em diversos grupos para treinos, atividades em ambientes abertos... E nem todos os jogadores estão de volta, como Edimar, que segue no Espírito Santo.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.