Mercado abrirá em 7 horas 1 minuto

Ainda em recuperação, Minotouro descarta luta de aposentadoria no UFC Brasília

Rogério Minotouro estreou no MMA há mais de 18 anos (Buda Mendes/Zuffa LLC/Getty Images)

Rogério Minotouro deve se aposentar do MMA em 2020, mas sua última aparição no octógono não será na data prevista anteriormente.

Quando o baiano precisou deixar o card do UFC São Paulo, em novembro, por conta de uma lesão na costela, seu irmão gêmeo, Rodrigo Minotauro, ex-campeão do UFC e atual embaixador da franquia, revelou que o peso-meio-pesado (93kg) planejava fazer sua luta de despedida no primeiro card do país em 2020.

Os planos, porém, precisaram ser adiados novamente.

O UFC está perto de completar o card de Brasília, marcado para 14 de março no Ginásio Nilson Nelson, mas Minotouro revelou ao blog que ainda não está em condições físicas de competir, uma vez que apenas retornou aos treinos recentemente.

Se tudo correr bem com sua recuperação, o ex-lutador do Pride espera fazer parte do segundo show do UFC no Brasil, que é aguardado para o início de maio em São Paulo. Minotouro afirmou que é “bem capaz” que seu próximo combate seja o último.

Vitorioso em 23 de suas 32 lutas profissionais de MMA e medalhista pan-americano de boxe, Minotouro atuou pela última vez em maio de 2019, caindo diante de Ryan Spann no UFC 237. As últimas cinco aparições do veterano de 43 anos aconteceram em solo nacional, com vitórias por nocaute sobre Patrick Cummins e Sam Alvey.