Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.594,10
    -3,19 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,96
    +3,70 (+5,58%)
     
  • OURO

    1.777,30
    -4,70 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    49.176,61
    +290,07 (+0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.275,34
    +15,18 (+1,20%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.836,50
    +118,75 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4222
    +0,0269 (+0,42%)
     

Reconhecimento facial em escolas gera discussão no Reino Unido

·2 min de leitura
As escolas em North Ayrshire, na Escócia, afirmam que usar a tecnologia é mais rápido e higiênico do que receber pagamentos com cartões ou scanners de impressão digital, mas os defensores da privacidade alertam que a mudança está normalizando a vigilância biométrica. (Getty Images)
  • Nova escolas querem evitar uso de dinheiro e cartão e passarão a usar reconhecimento facial

  • Pais podem optar por usarem ou não tecnologia nos filhos, segundo conselho de escolas

  • Ativistas estão preocupados com o aumento do uso de reconhecimento facial pelo mundo

Um grupo de nove escolas no Reino Unido começou a usar o reconhecimento facial para verificar os pagamentos das crianças pelas refeições escolares. As escolas em North Ayrshire, na Escócia, afirmam que usar a tecnologia é mais rápido e higiênico do que receber pagamentos com cartões ou scanners de impressão digital, mas os defensores da privacidade alertam que a mudança está normalizando a vigilância biométrica.

Leia também

“Com o Reconhecimento Facial, o aluno simplesmente seleciona a refeição, olha para a câmera e vai embora, agilizando o serviço de almoço e retirando qualquer contato no ponto de venda”, diz folheto distribuído aos pais pelas escolas. Uma folha de perguntas frequentes diz que os dados biométricos das crianças são armazenados de forma criptografada e excluídos quando a criança sai da escola. Os pais devem optar por permitir que os filhos usem a tecnologia e, como alternativa, podem usar o PIN para verificar os pagamentos.

David Swanston, diretor administrativo da CRB Cunninghams, a empresa responsável por instalar a tecnologia, disse ao The Financial Times que o reconhecimento facial reduziu o tempo de pagamento por aluno para cinco segundos em média. Swanston disse que os pilotos do sistema começaram em 2020 e que mais 65 escolas foram contratadas para introduzir a tecnologia.

Conforme relatado pelo FT, o conselho de North Ayrshire afirma que 97 por cento das crianças ou pais consentiram em ser matriculados. Mas alguns pais disseram que não tinham certeza se os filhos entenderam totalmente o que estavam fazendo e foram influenciados pela pressão dos colegas.

Reconhecimento facial está virando ‘moda’ em vários lugares do mundo

Sistemas de reconhecimento facial de vários tipos estão se tornando mais comuns em todo o mundo. As escolas nos Estados Unidos vêm instalando esses sistemas há anos, embora geralmente como uma medida de segurança. Moscou introduziu pagamentos de reconhecimento facial em seu sistema de metrô, com ativistas alertando que a tecnologia poderia ser usada para rastrear e identificar manifestantes. Vários estados e cidades americanas proibiram o reconhecimento facial, argumentando que a tecnologia é frequentemente tendenciosa para além das linhas raciais ou de gênero. Na União Europeia, também, políticos e grupos de defesa estão pedindo o banimento da tecnologia, argumentando que as desvantagens de sua introdução superam os benefícios potenciais.

Silkie Carlo, do grupo de campanha do Reino Unido, Big Brother Watch, disse ao FT que o esquema escolar de Ayrshire era desnecessário. “É normalizar as verificações de identidade biométricas para algo que é mundano”, disse Carlo. “Você não precisa recorrer ao estilo de aeroporto [tecnologia] para as crianças almoçarem”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos