Mercado abrirá em 5 h 39 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,32
    +0,87 (+1,15%)
     
  • OURO

    1.739,60
    -12,40 (-0,71%)
     
  • BTC-USD

    42.046,48
    -1.750,79 (-4,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.038,79
    -62,73 (-5,70%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.056,75
    -6,65 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    24.611,14
    +402,36 (+1,66%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    15.075,50
    -119,25 (-0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2839
    -0,0229 (-0,36%)
     

Reconheço grande ruído em torno de Bolsa Família e medidas do governo, diz Campos Neto

·1 minuto de leitura
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa de cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira reconhecer a existência de grande ruído em torno de tópicos fiscais no país, citando o financiamento do Bolsa Família e medidas do governo.

Ao falar em evento online do Bradesco, Campos Neto também afirmou que a surpresa inflacionária no Brasil foi muito ligada aos preços de energia elétrica, com a magnitude e a extensão do impacto da crise hídrica sendo incorporadas depois.

Ele avaliou que muito da revisão da inflação para este ano deu-se pela ocorrência de choques e como eles contaminaram os núcleos de inflação. Ele também ressaltou que o BC está olhando "muito de perto" os preços de serviços.

(Por Marcela Ayres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos