Mercado fechado

Receita líquida da indústria de máquinas sobe 0,7% em 2019, aponta Abimaq

Ana Paula Machado

Volume ficou em R$ 82,43 bi; importações avançaram 19,5% no comparativo com 2018, enquanto exportações caíram 7,2% A receita líquida da indústria de máquinas e equipamentos permaneceu praticamente estável em 2019, com crescimento de 0,7%. O faturamento chegou a R$ 82,43 bilhões. Em dezembro, as empresas do setor faturaram 5% a menos que no mesmo período do ano anterior, R$ 5,9 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

Segundo os dados, o consumo aparente chegou a R$ 126,22 bilhões no ano passado, alta de 15,1%. Só em dezembro, o indicador subiu 7,1%, chegando a R$ 8,89 bilhões.

No ano passado, as empresas do setor empregaram 5% a mais, chegando a 302,35 mil postos. A média de emprego em 2019 foi de 306,38 mil pessoas.

As importações de máquinas e equipamentos somaram US$ 17, 49 bilhões, alta de 19,5% no comparativo com 2018. As exportações ficaram em US$ 9 bilhões, uma queda de 7,2%. Com isso, o saldo da balança comercial do segmento foi deficitário em US$ 8, 46 bilhões.