Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.963,63
    -17,51 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Recall por defeito na bateria do Bolt pode levar até um ano para ser concluído

·2 minuto de leitura

A General Motors anunciou recentemente um recall global para corrigir os problemas na bateria do Chevrolet Bolt e, nesta segunda-feira (13), após uma conferência com a LG, responsável pela produção das células elétricas, revelou uma projeção nada animadora. De acordo com a montadora, as novas baterias podem não estar disponíveis até “depois de novembro”.

Apesar de ainda não ter definido se os 142 mil Chevrolet Bolt produzidos entre 2017 e 2021 precisarão efetuar a troca completa do pack, ou apenas da bateria, GM e LG confirmaram que todos precisarão ser atendidos. Como a LG produziu menos de 5 GWh por mês de baterias entre janeiro e julho, e agora terá que produzir 9 GWh adicionais, isso implicará em um período de até um ano para que o recall seja 100% concluído.

Os prejuízos para as empresas também serão de uma grandeza impressionante. Aparentemente, o custo de toda a operação chegará a US$ 1,8 bilhão, equivalente a R$ 9,42 bilhões na cotação atual. Dan Flores, porta-voz da GM, confirmou que a empresa está comprometida em agilizar ao máximo o processo.

“Os especialistas da GM e da LG continuam trabalhando incessantemente nas questões. Estamos determinados a fazer a coisa certa para nossos clientes e resolver o problema de uma vez por todas. Assim que estivermos confiantes que a LG pode nos fornecer bons módulos de bateria, começaremos os reparos o mais rápido possível", assegurou.

Defeitos detectados

De acordo com a GM, duas falhas foram detectadas em células de bateria produzidas na Coreia do Sul e em Michigan, nos Estados Unidos: uma aba do ânodo cortada e um separador dobrado. Esse segundo defeito, em algumas raras circunstâncias, pode até fazer com que a bateria pegue fogo.

Para evitar maiores problemas e transtornos aos proprietários enquanto o recall não acontece, a General Motors tem passado algumas orientações sobre o uso prudente do Chevrolet Bolt. Segundo a empresa, além de manter os carros estacionados em lugares abertos, o ideal é usar apenas 60% do estado de carga (SOC) da bateria disponível (entre cerca de 30% e 90% SOC). Isso fará com que a autonomia caia de 400 km para 240 km, mas aumentará a segurança.

"Em casos em que o veículo, durante o carregamento, tenha a bateria carregada com capacidade total ou muito próximo da capacidade total, a não conformidade pode gerar risco de incêndio, com possibilidade de danos materiais, lesões físicas graves ou até mesmo fatais", disse a GM, em comunicado.

No Brasil, o recall também será realizado. Segundo a General Motors do Brasil, serão chamadas as seguintes versões do Bolt:

  • Chassis Nº: L4100194 a L4125710

  • Data inicial e final de fabricação: 14/Jun/2019 a 20/Jun/2020

Como é de praxe em procedimentos de recall, o serviço é totalmente gratuito. O tempo estimado do reparo, segundo a GM, é de 30 minutos. Para agendar, basta entrar no site oficial da empresa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos