Mercado abrirá em 27 mins
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,31
    -1,35 (-1,63%)
     
  • OURO

    1.801,30
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    61.003,59
    +2.167,96 (+3,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.467,10
    -7,23 (-0,49%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.235,54
    -17,73 (-0,24%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.677,25
    +90,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4215
    -0,0032 (-0,05%)
     

Recall do Chevrolet Bolt custará uma fortuna; quem vai pagar conta bilionária?

·2 minuto de leitura

O Chevrolet Bolt voltou a ser fabricado pela General Motors depois do período de recall realizado pela montadora, ocasionado devido a falhas graves nas baterias e que fez com que todos os modelos já feitos do carro elétrico fossem chamados. Todo esse processo custou uma fortuna para a GM, com cifras estimadas em US$ 2 bilhões. Porém, um acordo com a LG, responsável pelas baterias, deixará essa conta bem mais suave para os estadunidenses.

Por ter sido a "responsável" pelas falhas, a LG reembolsará algo na casa dos US$ 1,9 bilhão à GM, bem mais do que os US$ 1 bilhão estimados pela montadora no início do recall. Esse valor, segundo as empresas, é referente a todos os custos operacionais envolvidos no procedimento de reparo aos carros. Não se sabe, porém, se foram embutidos no acordo possíveis compensações pelo tempo sem vendas do automóvel, que acabou de receber uma grande reestilização.

"A LG é uma fornecedora valiosa e respeitada da GM e temos o prazer de chegar a este acordo. Nossas equipes de engenharia e manufatura continuam a colaborar para acelerar a produção de novos módulos de bateria e esperamos começar a reparar os veículos dos clientes neste mês", disse Shilpan Amin, vice-presidente de compras globais e cadeia de suprimentos da General Motors, em comunicado oficial.

O novo Chevrolet Bolt tinha sua chegada ao Brasil estimada para o mês de setembro, mas, com esses atrasos, esse prazo teve que ser revisto. Ao que tudo indica, o lançamento oficial deve ocorrer no final do ano. O modelo elétrico, único da GM vendido no país, chegará com mudanças estéticas e de acabamento, mas o desempenho será o mesmo, com o ótimo conjunto de 203cv de potência, 36,7 kgfm de torque e autonomia de 420km.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos