Após rebaixamento, França ressalta que "continua sendo um valor seguro"

Paris, 20 nov (EFE).- O Governo francês assegurou nesta terça-feira que a "França continua sendo um valor seguro", apesar de a agência de qualificação de riscos Moody's ter rebaixado a nota da dívida do país de "Aaa" - o nível máximo - para "Aa1", com perspectiva negativa.

"A França continua sendo um valor seguro, na segunda posição, atrás apenas da Alemanha", declarou à emissora "France Info" a porta-voz do Executivo francês, Najat Vallaud-Belkacem.

A porta-voz precisou que sua intenção não é "relativizar" a decisão da Moody's, que se tornou ontem à noite a segunda grande agência a rebaixar a qualificação da França, depois de a Standard & Poor's ter feito o mesmo em janeiro passado.

O ministro da Economia francês, Pierre Moscovici, assegurou em comunicado que a França continua sendo um dos países com mais liquidez e um dos mais seguros da zona do euro.

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira, Moscovici aproveitou para lembrar que o seu país está um nível atrás da Alemanha, mas "sete graus acima da Itália e oito acima da Espanha".

Segundo o ministro, o rebaixamento promovido pela Moody's não afeta os fundamentos da economia francesa, que seguem sendo fortes. EFE

jaf/pa

Carregando...