Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,51
    +0,21 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.774,80
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    34.884,12
    +1.513,86 (+4,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    842,02
    +55,40 (+7,04%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.105,68
    +230,45 (+0,80%)
     
  • NASDAQ

    14.346,75
    -7,50 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8615
    -0,0008 (-0,01%)
     

Realme "Quicksilver" e Honor 50 serão lançados com novo chip Snapdragon 778G

·3 minuto de leitura

A Qualcomm anunciou nesta quarta-feira o Snapdragon 778G, mais nova solução de alto desempenho para o mercado de smartphones intermediários. Lançado como uma versão ligeiramente simplificada do Snapdragon 780G, oficializado em março, o novo chip chega com a missão de popularizar recursos antes exclusivos de celulares premium, como 5G mmWave e Wi-Fi 6E.

Durante o lançamento, diversas companhias confirmaram estar trabalhando em dispositivos equipados com a plataforma, incluindo Motorola, vivo, OPPO e Xiaomi. Os destaques, no entanto, vão para a Realme e a Honor, que já divulgaram alguns detalhes acerca do "Quicksilver" e do Honor 50.

Realme "Quicksilver" e Honor 50 chegam com o novo chip

Segundo as informações divulgadas pela fabricante, o Realme "Quicksilver" é resultado da colaboração da marca com a Qualcomm, seguindo os moldes do Realme GT com Snapdragon 888.

O Realme "Quicksilver" está confirmado para chegar com Snapdragon 778G (Imagem: Divulgação/Realme)
O Realme "Quicksilver" está confirmado para chegar com Snapdragon 778G (Imagem: Divulgação/Realme)

A Realme confirmou que o dispositivo contará com um novo sistema de resfriamento e o "GT Mode" para máxima performance, sugerindo que o Quicksilver possa fazer parte da família GT. Detalhes sobre o visual e outras especificações ainda são desconhecidos.

A Honor foi outra a confirmar o uso do Snapdragon 778G, mostrando os investimentos da marca para se afastar da imagem da Huawei e se aproximar do Ocidente. De acordo com a empresa, a série Honor 50, ainda sem data de lançamento oficial, trará o novo processador e "estabelecerá um novo padrão de design" na indústria.

O Honor 50 marca o primeiro smartphone da marca a trazer chips Snapdragon após a separação da Huawei (Imagem: Reprodução/Weibo)
O Honor 50 marca o primeiro smartphone da marca a trazer chips Snapdragon após a separação da Huawei (Imagem: Reprodução/Weibo)

A notícia reforça rumores de que o dispositivo chinês seria o primeiro a chegar ao mercado com Snapdragon 778G, além de indicar que os próximos aparelhos da empresa poderão contar com serviços Google.

Snapdragon 778G tem núcleos Cortex-A78 e 5G mmWave

O Snapdragon 778G chegou ao mercado nesta quarta (19) como uma versão simplificada do Snapdragon 780G. Trazendo oito núcleos, dos quais quatro são baseados no design Cortex-A78, também presente em chips mais potentes como o Snapdragon 888 e o Exynos 2100, a novidade foi lançada com a missão de popularizar recursos de topos de linha entre os intermediários.

(Imagem: Divulgação/Qualcomm)
(Imagem: Divulgação/Qualcomm)

Além de 5G mmWave e Wi-Fi 6E, a nova solução da Qualcomm é capaz de realizar gravações de vídeo em 4K com HDR10+, vídeos de até três câmeras de 22 MP simultaneamente, traz desempenho de IA mais de duas vezes superior ao Snapdragon 765G e engloba as suítes Snapdragon Elite Gaming e Snapdragon Sound, com recursos para aprimorar a performance em games e a reprodução e transmissão de áudio via Bluetooth.

Um destaque curioso do processador é sua fabricação em 6 nm, possivelmente utilizando o processo da TSMC, ainda que não haja informações a respeito. Caso isso se confirme, o Snapdragon 778G pode acabar se mostrando mais eficiente em termos de consumo e desempenho quando comparado ao Snapdragon 780G. Isso porque a solução mais antiga é baseada na litografia de 5 nm da Samsung, equivalente aos 7 nm da TSMC.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos