Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.979,96
    +42,09 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.789,31
    +417,33 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,19
    -0,30 (-0,46%)
     
  • OURO

    1.870,90
    +2,90 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    42.638,75
    -1.263,99 (-2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.196,82
    -56,32 (-4,49%)
     
  • S&P500

    4.127,83
    -35,46 (-0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.060,66
    -267,13 (-0,78%)
     
  • FTSE

    7.034,24
    +1,39 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.180,75
    -31,25 (-0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4299
    -0,0002 (-0,00%)
     

Realme pretende lançar série Q com celulares potentes a preço baixo

Felipe Junqueira
·2 minuto de leitura

A Realme pretende lançar mais uma linha no mercado de celulares, agora com dispositivos que entregam boas especificações a preço baixo. Como a própria marca já usa esta descrição em todas as linhas, é preciso um pouco mais de explicação para entender onde a série deve ficar.

O diretor de produto da Realme, Wang Wei Derek, publicou em sua conta na rede social chinesa Weibo que a série Q vai oferecer preço mais acessível que o Realme GT, apesar de ter processador um pouco inferior. O executivo não entrou em detalhes das especificações, mas explicou que a ideia da empresa é oferecer celulares potentes para todos os gostos.

Na realidade, trata-se de um retorno. O Realme Q foi anunciado em 2019, com plataforma intermediária, o Snapdragon 712. Atualmente, a série numerada já ocupa mais ou menos a mesma categoria, com especificações muito parecidas no Realme 8 Pro, que tem o Snapdragon 720G, tela Super AMOLED e conjunto de câmeras poderoso. Podemos esperar que a série Q fique em um patamar um pouco acima, entre a série numerada e a GT, que traz especificações topo de linha.

O Realme GT 5G foi anunciado em março, com Snapdragon 888 e tela Super AMOLED com taxa de atualização de 120 Hz. O aparelho custa na China o equivalente a R$ 2.440, ou cerca de US$ 620, para ajudar a entender a faixa bem abaixo de outros topo de linha do mercado, geralmente mais próximos dos US$ 1.000.

Ou seja, podemos esperar que a série Realme Q ocupe o espaço entre a faixa dos US$ 400 e os US$ 600.

Realme no Brasil

Realme 7 5G chegou ao Brasil no início de abril (Imagem: Divulgação/Realme)
Realme 7 5G chegou ao Brasil no início de abril (Imagem: Divulgação/Realme)

A fabricante chinesa chegou ao Brasil recentemente, e já lançou até agora três celulares, os Realme 7, 7 Pro e 7 5G, este último no começo de abril. Além deles, a companhia tem um relógio e dois modelos de fones de ouvido sem fio à venda oficialmente no país, e pretende trazer um total de 20 produtos até o final do ano.

A Realme pretende ampliar sua presença no Brasil com as linhas C, focada em display e bateria e especificações mais de entrada, Narzo, voltada para gamers, com hardware pensado na performance, e X, que trazem especificações um pouco mais parrudas. Não há ainda um cronograma para os lançamentos destes produtos e quais modelos serão vendidos aqui.

A empresa tem o objetivo de alcançar o top 3 entre as fabricantes de celulares do país nos próximos cinco anos e, para isso, busca mais parceiros para vender seus produtos em solo nacional nos próximos meses. Também pensa em iniciar produção local, mas ainda não tem previsão para isso, além de abrir lojas físicas, mas esta parte ainda está em discussão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: