Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,78
    -0,37 (-0,59%)
     
  • OURO

    1.739,20
    +2,90 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    63.183,43
    -133,94 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.372,06
    -3,71 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.939,58
    +49,09 (+0,71%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    29.720,67
    +99,68 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    13.826,25
    +27,50 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7743
    +0,0014 (+0,02%)
     

Realme GT tem resultados removidos do AnTuTu por possível fraude nos números

Renan da Silva Dores
·2 minuto de leitura

Lançado no início de março, o Realme GT é o mais recente topo de linha da popular fabricante chinesa e um dos mais acessíveis a contar com o poderoso Snapdragon 888 5G. O aparelho é capaz de atingir os 750.000 pontos no AnTuTu, um dos mais relevantes benchmarks do mercado de smartphones, superando com folga o rival Xiaomi Mi 11. Ainda limitado ao mercado chinês, o aparelho premium acaba de se envolver em uma polêmica ao ser justamente acusado de fraudar resultados com técnicas que modificam elementos dos testes e o comportamento do chipset.

As acusações foram feitas pela própria AnTuTu, que afirmou ter descoberto modificações nos testes de multithreading, para analisar a performance do chip com todos os núcleos em funcionamento, e de processamento de imagem. Ao que parece, no primeiro caso, o Realme GT estaria adiando tarefas para fazer com que os núcleos de alto desempenho sempre sejam utilizados.

Mais recente flagship da marca, o Realme GT estaria alterado o AnTuTu para atingir pontuações maiores (Imagem: Divulgação/Realme)
Mais recente flagship da marca, o Realme GT estaria alterado o AnTuTu para atingir pontuações maiores (Imagem: Divulgação/Realme)

Já no processamento de imagens, a situação é mais grave: o topo de linha da Realme estaria modificando a imagem JPG de referência para reduzir o tempo de processamento. Em vez de calcular a mídia por completo, o aparelho usa um mosaico de blocos coloridos, reduzindo a qualidade da imagem e consequentemente diminuindo o estresse aplicado no processo.

Realme garante não haver fraude nos resultados

Em resposta ao Gadgets 360, a Realme reforçou a presença do Snapdragon 888 em seu aparelho e seu compromisso com a experiência dos usuários, além de garantir que os resultados obtidos nas versões mais recentes do AnTuTu são verídicos e representam a performance entregue no uso comum.

Realme GT é equipado com a recente plataforma Snapdragon 888 5G, entregando aos usuários alta performance. Os resultados de benchmark do Realme GT são todos precisos nas versões atuais do benchmark AnTuTu. A Realme sempre se comprometeu a entregar aos usuários excelente performance, a experiência de usuários real é prioridade máxima para a Realme. - Realme

Vale lembrar que essa não foi a primeira vez que a empresa ou uma de suas irmãs sob o guarda-chuva da BBK Electronics foram acusadas de modificar resultados de benchmark. Em outubro de 2018, a UL Benchmarks, responsável pelo popular 3DMark, removeu o primeiro OPPO Find X e o OPPO F7 de seu banco de dados após os dois aparelhos apresentarem performance 41% superior ao uso tradicional durante a execução dos testes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: