Mercado fechará em 12 mins
  • BOVESPA

    130.101,30
    -106,66 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.937,00
    -92,54 (-0,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,24
    +1,36 (+1,92%)
     
  • OURO

    1.860,00
    -5,90 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    40.051,02
    +325,67 (+0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    997,79
    -12,82 (-1,27%)
     
  • S&P500

    4.250,39
    -4,76 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    34.325,11
    -68,64 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.016,50
    -108,25 (-0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1125
    -0,0190 (-0,31%)
     

Realme C11 2021 e TCL 20 SE passam pela Anatel e já podem ser vendidos no Brasil

·2 minuto de leitura

Considerando que todo smartphone vendido no Brasil deve passar pela aprovação da Anatel, a agência é uma ótima fonte de informações acerca de celulares que estão prestes a chegar ao Brasil. Constantemente noticiamos aparelhos homologados pelo órgão de telecomunicações brasileiro que acabam sendo lançados no país pouco depois, como foi o caso do POCO X3 Pro e do Moto G100.

Nesta semana, mais duas novidades foram certificadas pela entidade, já estando aptas para serem vendidas por aqui — o Realme C11 2021, que havia sido encontrado no banco de dados da agência no passado, e o TCL 20 SE. Ambos são ofertas de entrada, e compartilham um número significativo de especificações, com vantagens para o celular da TCL.

Realme C11 2021 e TCL 20 SE são homologados

O Realme C11 2021 já havia sido registrado na Anatel, mas somente agora o dispositivo está liberado para comercialização no Brasil. A documentação mostra o aparelho na cor azul, com design simples, entalhe em formato de gota e speaker único traseiro, além de trazer detalhes da bateria e do carregador do telefone.

O dispositivo, cujo número de modelo é RMX3231, é o mais básico dos dois, e engloba chipset da Unisoc e tela HD+, ainda que conte com bateria generosa de 5.000 mAh e carregamento de 10 W. A novidade também chama a atenção pelo uso de porta MicroUSB para recarga e transferência de dados, escolha duvidosa considerando a quase onipresença do USB-C nos celulares modernos.

O TCL 20 SE segue com foco no mercado de smartphones básicos, mas oferece um conjunto mais robusto e equilibrado que o dispositivo da Realme. Os registros também trazem fotos do celular, da bateria de 5.000 mAh e do carregador de 10 W. Diferente do concorrente, no entanto, há conexão USB-C, chip Snapdragon e quantidades maiores de RAM e armazenamento.

Aparelhos trazem tela HD+, bateria de 5.000 mAh e mais

O Realme C11 2021 foi oficializado no último dia 4 como um dos aparelhos mais básicos da marca. O dispositivo vem equipado com chipset Unisoc SC9863, acompanhado de modestos 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. Há ainda câmera de 8 MP, Bluetooth 4.2, NFC, Wi-Fi 2,4 GHz e Android 10 Go Edition. O aparelho chegou às Filipinas por 4.990 pesos filipinos (cerca de R$ 550, em conversão direta).

Realme C11 2021 (Imagem: Reprodução/Gizmochina)
Realme C11 2021 (Imagem: Reprodução/Gizmochina)

O TCL 20 SE foi apresentado em janeiro, durante a CES 2021, tendo foco em oferecer uma experiência de consumo de mídia consistente por um preço acessível. O aparelho se destaca pela tela IPS LCD de 6,82 polegadas HD+, acompanhada de áudio estéreo.

Outras especificações incluem Snapdragon 460, câmera quádrupla de 48 MP, 4 GB de RAM, 64 GB ou 128 GB de armazenamento e bateria de 5.000 mAh com carregamento de 10 W. Disponível na Europa, o celular da TCL é vendido por 149 euros (cerca de R$ 965).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: