Mercado fechará em 36 mins
  • BOVESPA

    125.740,41
    +687,62 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.954,40
    +685,95 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,07
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -4,60 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    40.452,95
    +6.044,18 (+17,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    957,92
    +42,44 (+4,64%)
     
  • S&P500

    4.420,44
    +8,65 (+0,20%)
     
  • DOW JONES

    35.134,69
    +73,14 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.122,75
    +24,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1062
    -0,0154 (-0,25%)
     

Realme anuncia mais um intermediário e primeiros celulares de entrada no Brasil

·9 minuto de leitura

Mais dois celulares da Realme desembarcam no Brasil nesta quarta-feira (23). O Realme 8 Pro traz poucas atualizações para o já disponível 7 Pro, enquanto o C25 inaugura a presença da empresa na categoria de entrada no país.

Como destaque de cada aparelho estão a presença de uma câmera de 108 MP no primeiro e uma de 48 MP no segundo, que ainda tem bateria grande e certificação que garante durabilidade superior a boa parte de seus concorrentes. Ambos já estão em pré-venda e você pode ver todos os detalhes, incluindo preço, disponibilidade e ficha técnica a seguir.

Realme 8 Pro: intermediário com câmera gigantesca

Realme 8 Pro traz lema da Realme inscrito na traseira (Imagem: Ivo/Canaltech)
Realme 8 Pro traz lema da Realme inscrito na traseira (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Realme 8 Pro não é uma grande novidade comparado a seu antecessor, o 7 Pro, também à venda no Brasil. A principal diferença é a presença do sensor ISOCELL HM2, da Samsung, que tem 108 MP e utiliza uma tecnologia que une nove pixels em um de 2,1 µm, para reduzir ruídos e entregar mais detalhes. Trata-se, inclusive, do mesmo sensor fotográfico utilizado pela Xiaomi no Redmi Note 9 Pro 5G. A traseira ainda tem uma ultra wide de 8 MP, uma macro de 2 MP e uma monocromática de 2 MP.

Segundo a fabricante, o aparelho é o primeiro do mundo a oferecer o recurso de vídeo Starry Time-lapse, com foco em astrofotografia, e vídeo com Tilt-shift Time-lapse. A primeira é uma funcionalidade que tira até 30 fotos em 480 segundos, e assim gera um vídeo timelapse com um segundo de duração, ou seja, é capaz de criar vídeo acelerado em 480 vezes. Ele também conta com dual-view, para filmar com a câmera principal e frontal ao mesmo tempo, e o ultra nightscape, que aumenta a captação de luz com redução de ruídos.

O modelo é mais fino e leve que os antecessores, com espessura de 8,1 mm e 176 gramas. O celular tem traseira nas cores Infinite Black (preto) e Infinite Blue (azul), ambas com o lema ‘dare to leap’ (“ouse ir além”) inscrito em letras garrafais. A inspiração, segundo a empresa, veio de marcas modernas como Supreme, Off-White e Vans, e tem a intenção de incentivar os fãs a “romperem barreiras e regras para fazer aquilo que desejam”.

A bateria ficou nos mesmos 4.500 mAh e o carregador que vem na caixa também tem 65 W de potência, porém a recarga máxima permitida é de 50 W. Segundo a empresa, essa opção foi para que usuários que usam o mesmo carregador para mais de um aparelho possam aproveitar o máximo da recarga de quase todos os dispositivos. O Realme 8 Pro ainda tem tecnologia com cinco dimensões de proteção da carga, e você pode deixar o aparelho a noite toda na tomada que ele só vai chegar aos 100% perto da hora de acordar.

Outra novidade é a presença do recurso AlwaysOn, que mantém a tela acesa para mostrar relógio e notificações sem gastar muita bateria. O visor do Realme 8 Pro é Super AMOLED com 6,4 polegadas, resolução Full HD e taxa de amostragem de 180 Hz, que promete resposta ao toque mais veloz. O brilho pode chegar a 1.000 nits e o leitor de impressão digital é integrado ao display, e a câmera de selfies de 16 MP fica em um furo no canto superior esquerdo.

Por fim, o aparelho mantém o hardware de seu antecessor, com o chipset Snapdragon 720G, fabricado a 8 nm com CPU de oito núcleos que tem velocidade máxima de 2,3 GHz. São 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno, e este modelo já roda o Android 11 com a Realme UI 2.0 por cima.

Realme C25: potente celular ‘de entrada’

Realme C25 tem acabamento traseiro parecido com a Série 7 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Realme C25 tem acabamento traseiro parecido com a Série 7 (Imagem: Ivo/Canaltech)

O primeiro celular da Realme considerado pela própria marca como representante da categoria de entrada a chegar ao Brasil é o C25. O dispositivo foi lançado oficialmente na segunda quinzena de março e tem como destaques a câmera de 48 MP e a bateria de 6.000 mAh.

De acordo com a Realme, o C25 possui autonomia para 43h de chamadas, 9,78h de Mobile Legends, 25h no YouTube ou 115h no Spotify. Ao atingir 5% da carga e ativar o modo de economia de bateria ainda dá para extrair até 1,93h com WhatsApp, 5,87h no Spotify, 2,18h de chamadas ou 56,18h de standby.

O conjunto fotográfico oferece modos Super nightscape, para reduzir ruídos de imagens com pouca luz, e ultra macro. Além do sensor principal de alta resolução, o dispositivo conta com uma câmera macro de 2 MP e um sensor de profundidade de 2 MP, além da frontal de 8 MP que fica em um recorte em forma de gota na parte superior central da tela.

Completam as especificações deste modelo a plataforma MediaTek Helio G70, fabricada a 12 nm e que conta com a placa gráfica Mali G52 e processador de oito núcleos que rodam a até 2.0 GHz. A tela de 6,5 polegadas possui resolução HD, com 720 x 1600 pixels, e o dispositivo ainda tem leitor de impressão digital traseiro e roda o Android 11 com Realme UI 2.0.

Outro diferencial do C25 é a certificação TÜV Rheinland, que neste caso não é apenas relacionada à emissão de luz azul na tela. O dispositivo da Realme teve a durabilidade de sua construção testada, e a fabricante diz que o aparelho sobrevive ao dia a dia do usuário comum por muitos anos. A empresa, inclusive, mostrou que ele aguenta quebrar uma casca de noz sem sofrer nenhum dano em sua carcaça.

O visual traseira lembra um pouco a série Realme 7, com a traseira de dupla tonalidade. Porém, o módulo de câmeras é quadrado, e as três lentes formam, junto com o flash LED, os quatro pontos como se fosse o lado 4 de um dado. O Realme C25 ainda tem conectores USB-C e P2 e traz espaço para dois chips de operadora e mais um cartão micro SD para expandir a memória.

Preço e disponibilidade

A pré-venda de ambos começa já nesta quarta-feira (23), nos sites B2W (Americanas, Submarino e Shoptime), com preço promocional.

O Realme 8 Pro custará R$ 2.099 durante o período, que vai até o dia 28, quando passa a custar R$ 2.599 com pronta entrega. O intermediário chega ao país nas cores azul ou preto, com 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento, assim como os outros três modelos da série numerada já disponíveis aqui.

Tela IPS LCD do Realme C25 tem resolução de 720p (Imagem: Ivo/Canaltech))
Tela IPS LCD do Realme C25 tem resolução de 720p (Imagem: Ivo/Canaltech))

Já o Realme C25 ficará R$ 1.199 até o dia 1º de julho, quando passa a custar R$ 1.599. Este modelo vem nas cores cinza (Water Grey) ou azul (Water Blue), com 4 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno.

Sobre a Realme

A fabricante chinesa anunciou as operações no Brasil no final de 2020 com a ousada meta de atingir o top 3 nacional em até cinco anos. Desde janeiro, a companhia já lançou cinco celulares no país, contando com os Realme 8 Pro e C25, e a meta é lançar mais seis modelos até o final do ano, incluindo ainda as linhas Narzo, voltada para os gamers, e X, que tem aparelhos topo de linha, além de mais dispositivos vestíveis.

A Realme nasceu em 2018 e foi a empresa de celulares a atingir a marca de 50 milhões de aparelhos vendidos no mundo no menor tempo até hoje, levando apenas nove trimestres para isso. A Samsung detinha esse recorde antes, com dez trimestres para chegar a tal marca — considerada apenas a partir do lançamento do primeiro smartphone.

A empresa atualmente está no sétimo lugar entre as maiores fabricantes de celulares do mundo e tem cerca de 70 milhões de usuários ativos, segundo números da própria. A Realme ainda é uma das cinco maiores empresas do setor em 13 mercados, estando presente em 63 países do globo. No Brasil, a companhia destacou a venda do Realme 7 5G, que atingiu o número de unidades esperadas para as primeiras semanas já no lançamento, realizado em abril.

Tela Super AMOLED do Realme 8 Pro tem recurso AlwaysOn (Imagem: Ivo/Canaltech)
Tela Super AMOLED do Realme 8 Pro tem recurso AlwaysOn (Imagem: Ivo/Canaltech)

Realme C11 (2021) chega de surpresa

Além dos dois modelos já disponíveis, a Realme também anunciou a chegada ao Brasil do C11, modelo mais modesto da linha de entrada da empresa. Este aparelho traz tela de 6,52 polegadas com resolução HD, usa chipset UnisocSC9863A e chega ao Brasil com 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento. O conjunto de câmera é simples, com 13 MP atrás e 5 MP na frente, enquanto a bateria de 5.000 mAh com recarga de 10 W completa as principais especificações.

Este aparelho só estará disponível no Brasil em julho, e vai custar R$ 999. A Realme não falou se este valor é promocional de lançamento ou se é o preço a ser cobrado normalmente.

Realme 8 Pro: ficha técnica

  • Tela: Super AMOLED de 6,4 polegadas, resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), 60Hz

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 720G de 8 nm, octa-core @2,3 GHz

  • Memória RAM: 8 GB

  • Armazenamento interno: 128 GB, expansível com cartão micro SD;

  • Câmera traseira: 108 MP (principal, f/1.79) + 8 MP (ultrawide, f/2.2, 119°) + 2 MP (macro, f/2.4) + 2 MP (monocromático, f/2.4);

  • Câmera frontal: 16 MP (f/2.5);

  • Dimensões: 160,6 x 73,9 x 8,1 mm;

  • Peso: 176 gramas;

  • Bateria: 4.500 mAh com recarga de 50 W (adaptador de 65 W na caixa);

  • Extras: 4G, Wi-Fi dual-band, Bluetooth 5.0, conectores USB-C e de fone de ouvido, leitor de impressão digital sob a tela, certificação Hi-Fi;

  • Cores disponíveis: amarelo, preto ou azul;

  • Sistema operacional: Android 11 sob a Realme UI 2.0;

Realme C25: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels), 60 Hz

  • Chipset: MediaTek Helio G70 de 12 nm, octa-core @2,0 GHz;

  • Memória RAM: 4 GB;

  • Armazenamento interno: 128 GB expansível com cartão micro SD;

  • Câmera traseira: 48 MP (principal, f/1.8), 2 MP (macro, f/2.4), 2 MP (profundidade, f/2.4);

  • Câmera frontal: 8 MP (f/2.0);

  • Dimensões: 164.5 x 75.9 x 9.6 mm;

  • Peso: 209 gramas;

  • Bateria: 6.000 mAh com recarga de 18 W (adaptador de 18 W na caixa);

  • Extras: 4G, Wi-Fi dual-band, Bluetooth 5.0, conectores USB-C e de fone de ouvido, leitor de digitais traseiro, certificação de durabilidade da construção, IA na câmera;

  • Cores disponíveis: azul ou cinza;

  • Sistema operacional: Android 11 sob a Realme UI 2.0.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos