Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,84
    +0,14 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.732,50
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    60.100,19
    +345,86 (+0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,55
    -6,03 (-0,47%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.453,28
    -245,52 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    29.538,73
    -229,33 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    13.816,25
    +7,50 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8291
    +0,0649 (+0,96%)
     

Realeza britânica está "muito preocupada" com alegações de bullying de ex-funcionário de Harry e Meghan

Michael Holden e Paul Sandle
·1 minuto de leitura
Príncipe Harry e sua mulher, Meghan, em Londres

Por Michael Holden e Paul Sandle

LONDRES (Reuters) - O Palácio de Buckingham disse nesta quarta-feira que está "muito preocupado" e que investigará alegações de bullying feitas por um ex-funcionário do príncipe Harry e de sua esposa, Meghan, e divulgadas pelo jornal Times.

A reportagem ocorre dias antes da transmissão de uma entrevista que o casal, o duque e a duquesa de Sussex, deu à apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, na qual revelam por que abandonaram seus compromissos reais.

O casal já emitiu um comunicado rejeitando as afirmações.

Citando fontes não reveladas, o jornal disse que um dos principais assessores do casal fez uma queixa de bullying por parte de Meghan que causou a demissão de dois assistentes.

A Reuters não conseguiu verificar a reportagem de maneira independente.

"Está claro que estamos muito preocupados com alegações no Times depois de afirmações feitas por um ex-funcionário do duque e da duquesa de Sussex", disse o Palácio de Buckingham em um comunicado.

A Casa Real "não tolera e não tolerará bullying ou assédio no ambiente de trabalho".

"A duquesa está entristecida com este ataque mais recente ao seu caráter, particularmente por ser alguém que já foi alvo de bullying e está profundamente comprometida em apoiar aqueles que sofrem dores e traumas", disse uma porta-voz do casal em resposta à matéria do Times.