Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    34.547,48
    -1.648,04 (-4,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

“Real digital é mais confiável que o Bitcoin”, diz coordenador do projeto

·2 minuto de leitura
Banco Central comenta mais detalhes do Real digital
Banco Central comenta mais detalhes do Real digital

O Banco Central do Brasil revelou mais detalhes sobre o real digital nesta quarta-feira (9), em um vídeo publicado no canal do YouTube da autarquia. A conversa aconteceu com um dos responsáveis pelo desenvolvimento do projeto de moeda digital brasileira.

As diretrizes para a criação do chamado real digital foram publicadas pelo BCB nos últimos dias, agora ficou claro que a inovação, chamada também de CBDC, segue em análise para os próximos anos.

Fábio Araújo, coordenador do projeto que ainda está em fase de estudos pelo Bacen, tirou algumas dúvidas sobre o real digital em um programa especial do BCB.

De acordo com ele, o real digital chegará para substituir a moeda em espécie. A intenção dos bancos centrais é ter uma divisa fiduciária que representa o numerário físico, trazendo as mesmas prerrogativas que uma moeda soberana tem.

O Banco Central do Brasil continuará sendo o responsável pela emissão dessa moeda, que depois será encaminhada a custódia de instituições de pagamentos. Fábio explicou que a moeda tem como diretriz a interoperabilidade.

Questionado se o real digital não é um Bitcoin, Fábio negou a semelhança entre as tecnologias. Para o especialista, o Bitcoin não é um bom meio de pagamento.

“Tem diferenças fundamentais, as pessoas têm muita dificuldade de efetuar pagamentos com o Bitcoin. Se tem uma flutuação de preço muito grande, então tem um risco no meio da operação. Vamos supor que você vai comprar alguma coisa com Bitcoin que custa R$ 1 mil, quando começou a operação.

Dada a flutuação que o ativo tem no mercado, quando você terminar a operação pode ser que você tenha transferido R$ 1.100,00 por aquele bem. Por outro lado, para o vendedor, pode ser que quando terminar a operação, pode ser que só valha R$ 900,00.”, citou Fábio.

Moeda emitida pelo estado é mais confiável, diz analista de moedas digitais do Bacen

O analista disse que o real digital, garantido pelo Banco Central, é melhor para transações que o Bitcoin e “mais confiável”.

Fábio destacou que práticas de segurança digital e privacidade estão sendo implementadas na moeda nacional.

Os objetivos da implantação da nova tecnologia pelo Bacen será diminuir o custo da emissão de moedas físicas e a possibilidade de acesso a novas tecnologias, como contratos inteligentes, internet das coisas e dinheiro programável.

Além disso, há a possibilidade de a nova tecnologia ser melhor para remessas, que poderão ser feitas com baixo custo e tempo, cenário já comum entre criptomoedas como o Bitcoin.

Questionado sobre a disponibilidade da tecnologia para os brasileiros, Fábio Araújo afirmou que o BCB tem uma agenda de inovação, que tinha como prioridade o PIX e o Open Banking.

Com essas tecnologias passando por um processo de maduração, o real digital será a próxima etapa, chegando em um prazo de até três anos, afirmou o coordenador do Real digital.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos