Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.085,46
    +665,93 (+0,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.738,44
    -468,15 (-0,90%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,40
    -2,25 (-2,66%)
     
  • OURO

    1.798,10
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    58.509,43
    -3.730,71 (-5,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.401,08
    -73,25 (-4,97%)
     
  • S&P500

    4.564,45
    -10,34 (-0,23%)
     
  • DOW JONES

    35.577,48
    -179,40 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.674,50
    +129,50 (+0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4654
    +0,0113 (+0,18%)
     

Real é afetado por ‘ruído político’, diz Guedes

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O real tem sido atingido pela incerteza de investidores em relação às eleições presidenciais de 2022, mesmo com o aumento dos juros pelo Banco Central, forte crescimento econômico e déficit fiscal em queda, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Most Read from Bloomberg

O dólar subiu 10% frente ao real no acumulado do segundo semestre, o que deixa a moeda brasileira com o pior desempenho entre mercados emergentes depois do peso chileno. Mas, segundo Guedes, as causas são políticas, e não econômicas, disse em entrevista à Bloomberg Television na terça-feira.

“Há muito ruído político”, disse Guedes. “Entendemos isso. É uma democracia muito vibrante.”

Pesquisa do Datafolha publicada no mês passado mostra que Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores, derrotaria o presidente Jair Bolsonaro por 56% a 31% em um segundo turno das eleições presidenciais em outubro do próximo ano.

A popularidade de Bolsonaro foi atingida nas últimas semanas pelo aumento dos preços ao consumidor que, de acordo com Guedes, agora é a questão mais urgente da economia.

“O crescimento não será o problema”, disse. “O problema é a inflação.”

O IPCA se acelerou para 10,3% no acumulado em 12 meses, o ritmo mais rápido em mais de cinco anos. O BC elevou a Selic em 4,25 pontos percentuais este ano para tentar frear a alta dos preços e sinalizou que os juros podem subir ainda mais.

‘Forte recuperação’

A inflação disparou nos mercados emergentes com a flexibilização das restrições da pandemia e reabertura das economias, mas o Brasil está entre os mais atingidos sob o impacto da crise hídrica, que elevou as tarifas das contas de luz. Cerca da metade do ganho da inflação foi causada pelos custos de alimentos e energia, disse Guedes.

A economia vai crescer 5,5% este ano em uma “recuperação muito forte”, graças à campanha de vacinação no país, disse Guedes. A retomada também é impulsionada pelo investimento estrangeiro estimulado por mudanças regulatórias em setores como petróleo, gás e aeroportos, afirmou.

O déficit fiscal primário deve encolher para 1,5% do PIB e ficar próximo a zero no próximo ano, disse o ministro, acrescentando que o governo estenderá o auxílio emergencial apenas se surgir uma nova variante do coronavírus.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos