Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    43.001,36
    -1.824,54 (-4,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Ray-Ban e Facebook querem mostrar que seu Ray-Ban Stories é diferente

·2 minuto de leitura

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, tem um fetiche por óculos. Mas seu foco estava mais nos modelos para realidade aumentada, caso do Oculus Rift, produzido pela Oculus, empresa adquirida em 2014. Agora, a menina dos olhos, por assim dizer, é o Ray-Ban Stories, modelo de óculos inteligentes lançado nesta semana fruto da parceria entre o Facebook e a Ray-Ban.

O wearable faz fotos e vídeos, toca música e recebe ligações. Tem câmeras duplas de 5MP e é possível usar um botão para captura ou utilizar comando de voz. Zuckerberg, que gosta de smartphones por resolverem a vida da pessoa, mas acha ruim ter de tirá-los do bolso para cumprir essas atividades corriqueiras, comemora o fato de que o Ray-Ban Stories possa começar a gravar cenas bastando dizer “Hey, Facebook”.

A partir de US$ 299 e em 20 estilos, o wearable da parceria Ray-Ban e Facebook já está disponível para compra online e em lojas de varejo selecionadas em seis países: EUA, Austrália, Canadá, Irlanda, Itália e Reino Unido. Os estilos incorporam alguns dos modelos Ray-Ban mais icônicos, como Wayfarer, Round e Meteor. Há cinco opções de cores e uma ampla gama de lentes, incluindo transparente, sol, Transition e de prescrição.

Esses detalhes todos mostram um diferencial significativo do Ray-Ban Stories em comparação a outros óculos inteligentes que foram lançados. Eles se parecem com modelos comuns! Com estilo e conforto. Quando o Snapchat apresentou o Spectacles, em 2017, a sensação foi de que o acessório daria uma cara geekie a todos os que os usassem na rua, o que pode ser muito legal, dependendo do gosto de cada um.

 

O post Ray-Ban e Facebook querem mostrar que seu Ray-Ban Stories é diferente apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos