Rating do Brasil da Fitch deve seguir estável em 2013

A agência de classificação de risco Fitch Ratings tem perspectiva estável para a nota soberana do Brasil em 2013, sinalizando que o rating não deve subir ou cair. A economia brasileira deve se recuperar e crescer 3,7% neste ano, segundo projeções divulgadas nesta quarta-feira em um seminário da Fitch sobre países emergentes.

A previsão é que a América Latina cresça mais este ano, puxada pelo Brasil, segundo a analista responsável pela região na Fitch, Shelly Shetty. Para ela, os riscos para atrapalhar a região são mais externos, como as questões fiscais nos Estados Unidos e a crise na Europa, do que internos.

A taxa de expansão da América Latina deve ser de 3,7% neste ano, acima dos 2,8% esperados para 2012. A Venezuela é um dos poucos países da região com perspectiva negativa para o rating, junto com El Salvador. A maioria dos países tem perspectiva estável, como o Brasil. Só Uruguai e Equador tem outlook positivo, o que sugere que esses países possam ter a nota melhorada este ano.

Carregando...