Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.581,27
    +1.322,89 (+2,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Rapper DMX morre aos 50 anos nos Estados Unidos

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura

undefined

FORT LAUDERDALE FL - APRIL 10: DMX performs at Revolution Live on April 10, 2019 in Fort Lauderdale, Florida. Credit: mpi04/MediaPunch /IPX
DMX em show realizado na Flórida, nos Estados Unidos, em 2019 (Credit: mpi04/MediaPunch /IPX)

Resumo da notícia:

  • O rapper DMX morreu, aos 50 anos, nos Estados Unidos após sofrer um ataque cardíaco no início do mês

  • Nos últimos anos, o músico icônico dos anos 1990 lutava contra a dependência química

  • DMX marcou época no rap dos EUA com um estilo agressivo e a voz rouca inconfundível

O rapper DMX morreu nesta sexta-feira (9), nos Estados Unidos. Ícone dos anos 1990 e autor dos hits “X Gon' Give It to Ya”, "Get me a dog" e "Party Up (Up In Here)", o músico de 50 anos sofreu um ataque cardíaco no início do mês e estava internado na UTI do hospital White Plains Hospital, nos Estados Unidos.

"Nós estamos profundamente tristes de anunciar hoje que nosso amado DMX, com nome de nascimento Earl Simmons, morreu aos 50 anos no White Plains Hospital (no estado de Nova York) com sua família ao seu lado", disse a família de DMX em comunicado.

Leia também:

"Earl foi um guerreiro que lutou até o fim. Ele amava sua família com todo o seu coração e nós temos carinho pelo tempo que passamos por ele. A música de Earl inspirou inúmeros fãs pelo mundo e seu icônico legado vai ficar para sempre", completou o texto.

Nos últimos anos, DMX travava uma luta contra a dependência química. De acordo com o site TMZ, o ataque cardíaco sofrido pelo músico foi causado por uma overdose de drogas. Murray Richman, advogado e representante do artista há décadas, não confirma a ligação entre a morte e as drogas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Trajetória

(Original Caption) : DMX performs at the Hard Knock Life Tour at the Continental Airlines Arena.   (Photo by Mitchell Gerber/Corbis/VCG via Getty Images)
DMX se apresentando na Continental Airlines Arena, em 1999 (Photo by Mitchell Gerber/Corbis/VCG via Getty Images)

Filho da cena de Nova York, DMX foi um dos maiores nomes do rap estadunidense nos anos 1990. A sua estreia nos estúdios foi triunfal: em seu primeiro disco, "It's Dark and Hell is Hot" (1998), ele marcou o seu estilo com voz rouca e versos e sons agressivos, como latidos de cães raivosos.

O seu segundo disco, "...And Then There Was X (1999)", não recebeu tantos elogios da críticas, mas o colocou de vez nas paradas de sucesso. Impulsionado pelo hit de festa "Party Up (Up In Here)", o álbum estreou no primeiro lugar Billboard 200, ranking dos álbuns e EPs mais vendidos dos Estados Unidos.

A partir da década seguinte, DMX foi perdendo espaço nas paradas de sucesso. Enfrentando a dependência química, ele passou a aparecer em manchetes negativas da mídia, tendo sido preso por posse de drogas e falta de pagamento de pensão alimentícia nos últimos anos. O rapper deixa 15 filhos e a noiva Desiree Lindstorm.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.