Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    50.581,67
    +2.906,97 (+6,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Rali em IRB Brasil RE perde fôlego após CVM alertar sobre riscos de manipulação

Paula Arend Laier
·3 minuto de leitura
.

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - As ações do IRB Brasil RE chegaram a recuar 7,7% nesta sexta-feira, conforme reguladores alertaram sobre os riscos de manipulação de mercado, um dia após os papéis da resseguradora dispararem cerca de 18%, com estratégias para replicar na B3 o caso da GameStop nos Estados Unidos.

O valor de mercado da varejista norte-americana de videogames saltou desde meados de janeiro em meio a movimentos de 'short squeeze', com investidores de varejo comprando ações, o que fez muitos fundos vendidos a descoberto partirem para as compras para cobrirem potenciais perdas.

A disparada foi desencadeada por um exército de investidores individuais que negociam os papéis por meio de aplicativos de corretagem online como Robinhood.com e discutem investimentos em fóruns anônimos. Nesta sessão, o papel subia 'apenas' 50,6%, a 291,50 dólares, alta de mais de 1.300% desde 12 de janeiro.

No Brasil, em um grupo do Facebook chamado "IRBR3 Forum Investing", com 8.300 membros, investidores afirmaram que a intenção era imitar os investidores de varejo dos EUA, usando derivativos e coordenando a compra em fóruns de mídia social que geraram altas em ações como a Game Stop.

Os papéis da resseguradora acumulavam até quarta-feira queda de mais de 20% apenas em 2021, após o tombo de quase 77% em 2020, no pior desempenho do Ibovespa do ano passado, quando sofreu com uma crise de confiança após uma série de problemas envolvendo empresa, entre elas fraude contábil.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) emitiu um alerta de que está acompanhando os movimentos de mercado e nas redes sociais e que penalizará atuações para influenciar de forma deliberada os mercados no país.

A B3 submeterá a negociação dos ativos e dos derivativos de IRB a leilões a partir desta sexta-feira. "Em momentos de volatilidade, o mecanismo de leilão promove uma melhor formação de preços com base em todas as ofertas de compra e venda disponíveis no mercado, resultado em maior proteção aos investidores", afirmou a bolsa.

Em resposta a pedidos de reguladores por esclarecimentos em razão das últimas oscilações dos papéis, o IRB afirmou que não tem envolvimento nos negócios de investidores com as ações.

A companhia, que vem trabalhando para reconquistar investidores, afirmou que soube do movimento pela imprensa e por informações disponíveis nas redes sociais e que não tem "sequer condições de verificar a veracidade das informações relatadas".

Por volta de 16:35, as ações do IRB caíam 5,74%, a 7,23 reais, antes de entrarem novamente em leilão, entre as maiores perdas do Ibovespa, que cedia 2,4%. Os papéis chegaram a abrir em alta, tocando 7,94 reais, mas perderam o fôlego e chegaram a bater 7,08 reais na mínima da sessão.

Para Marina Braga, lider de alocação na BlueTrade, é muito difícil acontecer no Brasil algo na mesma magnitude como ocorreu nos EUA, no caso da GameStop. Ela citou a regulamentação mais restritiva no Brasil, acrescentando que a própria CVM já se pronunciou sobre o tema, alertando sobre penalidades.