Mercado fechado

Rainha de Bateria da Mocidade viverá Elza Soares na avenida: “Ela ensinou a não desistir"

Por Aline Nobre (@linesnobre) e Lucas Pasin (@lucaspasin)

Nascida em Padre Miguel, Zona Oeste do Rio e cria de Bangu, a turismóloga Giovana Angélica, de 33 anos, está prestes a viver uma emoção e experiência até então inimagináveis. A carioca faz sua estreia como rainha de bateria e uma estreia em grande estilo, na Mocidade Independe de Padre Miguel.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Para mim foi uma surpresa muito grande quando fui convidada, pois sempre me via como espectadora, mas nunca como participante da escola. Já vinha desfilando na escola como musa, mas nunca imaginei vir como rainha de bateria, era algo muito distante da minha realidade. Tive que começar a trabalhar cedo para me sustentar, fui mãe cedo, era algo impossível de imaginar. Quando recebi o convite foi uma alegria muito grande, uma emoção e honra indescritível”, conta.

Giovana Angélica estreia na Sapucaí (Foto: Alessandra Tolc/Yahoo Brasil)

Leia também

Giovana explica que o amor pelo Carnaval e pela Mocidade é uma espécie de herança familiar: “Minha avó trabalhava em uma escola de samba, meus tios e minhas tias sempre trabalharam com alegorias e a gente sempre participou. A Mocidade sempre foi motivo de orgulho para todos os moradores”. 

Giovana Angélica viverá Elza Soares no Carnaval (Foto: Alessandra Tolc/Yahoo Brasil)

Sobre a ansiedade para sua estreia à frente dos ritmistas, a carioca conta que apesar do friozinho na barriga, o acolhimento da comunidade e agremiação te confortam: “Quando a escola abraça a pessoa que tá ali para agregar, pra dar força, nós ficamos mais tranquilos”.

“Representar a minha comunidade com enredo da Elza Soares faz minha responsabilidade triplicar” 

Giovana Angélica é rainha de bateria da Mocidade de Padre Miguel (Foto: Alessandra Tolc/ Yahoo Brasil)

A rainha conta que a maior “pressão” vem do enredo da Mocidade, que neste ano homenageia a cantora Elza Soares. 

“Ser rainha tem um significado muito grande pra mim. É uma categoria muito elevada, tem uma hierarquia ali, tem todo um glamour e ao mesmo tempo uma responsabilidade. Estou representando uma comunidade, mas representar a minha comunidade com enredo da Elza Soares triplica a responsabilidade. Estamos falando de uma mulher empoderada e com tanta força.”

Giovana Angélica mora em Nova York (EUA), onde estuda inglês (Foto: Alessandra Tolc/ Yahoo Brasil)

Giovana diz que se identifica muito com a cantora, principalmente pela história de vida. “Penso muito nas coisas que aconteceram na vida da Elza, de como era a vida dela na infância e durante a adolescência. Remete algumas que já vivi também, e ali na mesma área, na mesma comunidade. Me faz lembrar de luta, sobre ter garra, sobre não desistir, sobre enfrentar as coisas e falar pra si mesma nossa: 'eu vou conseguir, tenho potencial pra isso'. A Elza é uma inspiração que nos dá força”.

Sobre o figurino, a rainha faz mistério: “Não posso dar muitos detalhes, mas tem um significado muito grande para escola e para a vida da Elza Soares.”

106cm de bumbum muito bem distribuídos 

Giovana Angélica mantém uma rotina saudável de treinos (Foto: Alessandra Tolc/ Yahoo Brasil)

Com 62kg e 1,57m de altura, Giovana jura que não faz dieta e mantém o corpo sarado à base de musculação e muay thai, mas revela que com a proximidade do Carnaval intensifica os treinos e controla mais a alimentação.

“Gosto de comer (risos), mas a gente tem que manter um equilíbrio até mesmo pela rotina desgastante de ensaios. Tenho treinado em média de 3 a 4 horas por dia. Faço aula de ritmos, aula de dança, stiletto, samba, gosto de misturar ritmos. Também vou começar a ter algumas aulas de teatro para ajudar na performance de palco. Estou cada vez mais pronta para a avenida”. 

Carnaval e estudos  

Giovana Angélica cresceu dentro do Carnaval (Foto: Alessandra Tolc/ Yahoo Brasil)

Morando há quase um ano em Nova York (EUA), onde estuda inglês, Giovana teve que dar uma pausa em seus planos nos Estados Unidos para se dedicar a vida de rainha. 

“Engraçado que fora do Brasil as pessoas não têm noção da magnitude que é ser rainha de uma escola. Tive que pedir autorização para me ausentar e trancar meus projetos por lá, mas com certeza vale a pena, é uma honra representar a minha comunidade.” 

Agradecimento: Km de Vantagens Hall RJ