Mercado abrirá em 9 h 9 min
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,52 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,05
    +0,35 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.733,00
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    60.570,35
    +888,20 (+1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.294,94
    +0,36 (+0,03%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.793,76
    +340,48 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    29.848,67
    +309,94 (+1,05%)
     
  • NASDAQ

    13.816,25
    +7,50 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8192
    -0,0113 (-0,17%)
     

Raia Drogasil faz novo acordo de acionistas, propõe mudanças no conselho de administração

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A Raia Drogasil anunciou nesta terça-feira um novo acordo de acionistas, válido a partir de novembro, com prazo de 10 anos e proposta de mudanças no conselho de administração.

A maior rede de farmácias do país afirmou em comunicado que o novo acordo, que entra em vigor em 10 de novembro, "reforça o compromisso de longo prazo das famílias Galvão, Pires Oliveira Dias e Pipponzi", que em conjunto têm 28,3% da companhia.

O acordo também marca "encerramento do ciclo dos acionistas Guilherme Leal, Luiz Seabra e Pedro Passos como membros do grupo de controle da RD, os quais seguem como acionistas mesmo após o vencimento do acordo atualmente em vigor".

Segundo a companhia, o novo acordo tem como objetivo melhorar a governança e preparar a empresa para a estratégia de negócios que incorpora uma série de elementos do varejo online e da telemedicina, que foram impulsionados pelas medidas de isolamento social no país.

Há vários trimestres, executivos da companhia têm sinalizado esforços da Raia Drogasil para investimentos em digitalização, omnicanalidade, marketplace e oferta de serviços nas farmácias como aplicação de vacinas.

A companhia afirmou também que vai submeter à aprovação de investidores proposta para ampliar, de três para cinco, os membros independentes do conselho de administração, mantendo a representação do atual grupo de controle.

Entre os membros independentes indicados estão Sylvia Leão, que integrou as redes de varejo Wal-Mart Brasil, GPA e Carrefour Brasil; e Philipp Povel, presidente da varejista online de moda Dafiti. A chapa mantém o conselheiro independente, Marco Bonomi, ex-diretor-geral do Itaú Unibanco.

(Por Alberto Alerigi Jr.)