Mercado abrirá em 3 h 8 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,59
    +0,23 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.843,40
    +13,50 (+0,74%)
     
  • BTC-USD

    37.326,36
    +884,63 (+2,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    736,29
    +1,15 (+0,16%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.747,51
    +26,86 (+0,40%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.916,75
    +114,50 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4102
    +0,0149 (+0,23%)
     

Rafinha relembra conquista da Libertadores pelo Flamengo: 'Dá uma saudade'

LANCE!
·1 minuto de leitura


Um dos destaques do Flamengo na campanha da Libertadores de 2019, Rafinha, hoje, defende o Olympiacos, da Grécia. Contudo, no dia em que a conquista da América completa um ano, o camisa 13 mandou um recado aos rubro-negros, relembrando o Bi da América e agradecendo o carinho da Nação.

- Agradecer pelo carinho e mensagens que recebi hoje, daquele momento que vivemos em Lima. Momento marcante, está marcado na história, e fico feliz por ter feito parte. Tenho um carinho muito grande pelo Flamengo, está na minha memória e na minha pele. Beijo no coração a todos flamenguistas e boa sorte ao Flamengo neste ano. Fiquei revendo os vídeos e fotos, dá uma saudade. Foi um dia especial - afirmou Rafinha (confira o vídeo do camisa 13 abaixo).

Rafinha defendeu o Flamengo por um ano, tempo suficiente para entrar na história do clube da Gávea com os títulos da Libertadores, Brasileirão, Recopa Sul-Americana, Carioca e Supercopa do Brasil. Agora, o camisa 13 está no Olympiacos, e vem se destacando.

São 11 jogos na atual temporada pelo clube grego - sendo 10 como titular. O lateral vem se destacando pelo Olympiacos e contribuindo ofensivamente, como no clássico com o Panathinaikos, pelo campeonato nacional, e diante do Olympique de Marseille, da França, na fase de grupos da Liga dos Campeões.