Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,38
    +0,06 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.743,60
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    60.063,12
    +1.153,90 (+1,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.822,50
    -7,00 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7619
    +0,1270 (+1,91%)
     

Rafael Elias, ex-Papagaio, agradece recomeço no Palmeiras e explica fim do apelido

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


Após empréstimos e suspensão por doping, Rafael Elias, ex-Papagaio, voltou a atuar pelo Palmeiras no empate por 1 a 1 diante do Corinthians, na Neo Química Arena, nesta quarta-feira (03).

>> Confira a tabela completa do Paulistão e simule os próximos jogos

Faltando 20 minutos para o apito final, o jogador entrou no lugar de Gabriel Silva, autor de um dos gols em Itaquera, e pouco contribuiu para o ataque do Verdão. Em entrevista concedida após o apito final, Rafael agradeceu a oportunidade de recomeçar.

– É um grande recomeço. Agradeço ao Palmeiras pelo suporte que me deu, ao professor Abel e comissão. Me ajudaram nos 14 meses que fiquei parado. Pude voltar no Derby, mas não era o resultado que a gente queria. Vida que segue. É virar a chavinha porque tem final da Copa do Brasil – contou.

Rafael Elias também destacou a importância de as Crias da Academia aproveitarem as oportunidades de mostrar serviço para Abel Ferreira.

​>> Relembre todas as camisas do Palmeiras lançadas pela Puma

Todo dia a gente busca oportunidades de jogar. Uma oportunidade melhor do que jogar um Dérbi, não há. Acho que a garotada aproveitou bem. Temos que continuar assim, pois a temporada apenas começou – continuou.

Momentos antes da partida, a assessoria do Verdão informou que o atacante decidiu abandonar o apelido “Papagaio” e trilhar sua carreira a partir de agora com seu nome de batismo.

– É opção minha. Recomeçar. Fui pai… É um novo começo na minha vida e na da minha família. Espero voltar a fazer o que eu fiz na base: gols. E ajudar minha equipe no restante da temporada – finalizou.

Ainda que seja extremamente improvável que ele receba uma oportunidade no jogo de volta da Copa do Brasil, previsto para este domingo, às 18 horas (de Brasília), contra o Grêmio, Rafael segue focado para a sequência do Paulistão. O São Caetano é o próximo adversário do Palmeiras no Estadual.