Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.059,30
    -1.154,34 (-1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Radionovela para estudantes: podcast é usado por ONG para reforço escolar

Regiane Jesus
·2 minuto de leitura

RIO — Uma viagem no tempo promove o encontro entre uma menina que vive em meio à pandemia de Covid-19 e o médico sanitarista Oswaldo Cruz (1872-1917) no exato momento em que acontecia no Rio a Revolta da Vacina (1904), movimento popular contra a lei que determinava a vacinação em massa para combater uma epidemia de varíola. No bate-papo, Zuri conta ao cientista as polêmicas em torno da imunização em pleno século XXI. Este é um resumo do primeiro capítulo de “O segredo de Zuri”, radionovela disponibilizada gratuitamente no Spotify em formato de podcast e que faz parte do projeto Reforço do Futuro, do Instituto Meta Educação em parceria com o Instituto Ekloos.

Estrelada por Asheley Giovana dos Santos Silva, moradora do Morro do São Carlos, no Estácio, a história é um dos conteúdos de áudio usados para levar conhecimento a estudantes de 6 a 14 anos de escolas da rede pública no Estácio e também de bairros próximos, como Tijuca, Rio Comprido e Cidade Nova.

Diretora o Instituto Meta Educação, Adriana Gomez ressalta a importância da iniciativa.

— O projeto Reforço do Futuro atende cem crianças de 13 escolas desta região próxima à nossa base, que fica na Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro, no Estácio. Nós trabalhamos com alunos que têm dificuldade para acompanhar as aulas regulares na escola. Antes da pandemia, o conteúdo era voltado para uma temática artística; não tinha necessariamente uma ligação com o que o aluno estava estudando em sala de aula. Mas fizemos uma reformulação porque a aprendizagem ficou muito defasada com o ensino remoto. Inicialmente, passamos a enviar apostilas impressas e vídeos. Mas como a internet não chega de forma satisfatória para a maioria dos alunos, os vídeos não eram vistos. Diante disso, migramos para o áudio, e foi um sucesso. Temos várias atividades através de podcast, como a radionovela “O segredo de Zuri” — diz a empreendedora social.

Além de levar conhecimento para os estudantes, o Instituto Meta Educação ainda cumpre um importante papel social.

— Já que o atendimento presencial ficou suspenso, desde o ano passado toda a verba do lanche das crianças foi revertida para a distribuição mensal de cestas básicas. Acompanhei o empobrecimento das famílias dos alunos do projeto. Em 2021, a situação, que já era crítica, se agravou ainda mais. Muitas famílias não teriam o que comer se não fossem as doações. A situação é dramática. Estamos vivendo uma crise humanitária — frisa Adriana, que disponibiliza o perfil @institutometaeducacao, no Instagram, para contato.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)