Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,46
    -0,83 (-1,10%)
     
  • OURO

    1.736,00
    -1,50 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    41.810,57
    -470,15 (-1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.031,34
    -25,80 (-2,44%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    29.553,57
    -630,39 (-2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.816,75
    +52,00 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3412
    -0,0014 (-0,02%)
     

R$ 3 bilhões e o maior roubo de cripto da história

·1 minuto de leitura
Uma vulnerabilidade na segurança da Poly Network permitiu ao ladrão fugir com os fundos, informou a plataforma nesta terça-feira (7), quando divulgou mais detalhes sobre o roubo. REUTERS/Benoit Tessier
  • Hacker conseguiu invadir sistema e levar quantia gigante em cripto

  • Companhia conseguiu recuperar valor, após encontrar o hacker

  • Falha na segurança é apontada como facilitador para o roubo

Com certeza, você já imaginou como deve ser ganhar muito dinheiro. Porém, já parou para pensar no caminho contrário? Perder uma quantia gigantesca. Isso aconteceu na última semana, quando a plataforma Poly Network, de criptomoeda, teve roubado US$ 600 milhões (R$ 3,1 bilhões). O roubo é considerado o maior da curta história das moedas digitais.

Uma vulnerabilidade na segurança da Poly Network permitiu ao ladrão fugir com os fundos, informou a plataforma nesta terça-feira (7), quando deu mais detalhes sobre o roubo. 

“A quantidade de dinheiro que você hackeou é a maior da história definitivamente”, escreveu a Poly Network em uma carta no Twitter. "O dinheiro que você roubou é de dezenas de milhares de membros da comunidade criptográfica ... você deve falar conosco para encontrar uma solução”.

A Poly Network listou outros membros do ecossistema de criptomoedas a "colocarem na lista bloqueada" os ativos vindos de endereços usados ​​pelo invasor para desviar os fundos - que incluíam uma mistura de várias moedas, incluindo US$ 33 milhões em Tether, de acordo com o CTO da Tether. A bolsa de criptomoedas Bonance disse que estava "coordenando com todos os nossos parceiros de segurança para ajudar ativamente". A Poly Network conecta as cadeias de blocos de várias moedas virtuais para criar interoperabilidade entre elas.

Após o hack, a Poly Network estabeleceu vários endereços para os quais disse que o invasor poderia devolver o dinheiro. E parece que o hacker está cooperando. No final da semana passada, a companhia informou que todo o dinheiro foi devolvido.

A companhia Chainanalysis, responsável por análise de ataques em cripto, afirmou que “a transparência inerente dos blockchains e os olhos de toda uma indústria em você, como poderia qualquer hacker de criptomoeda esperar escapar com um fundo roubado?”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos