Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,34
    -0,22 (-0,31%)
     
  • OURO

    1.813,50
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    38.122,71
    -1.360,31 (-3,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    934,10
    -9,34 (-0,99%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.545,43
    -96,40 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    15.031,75
    -14,50 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1739
    +0,0084 (+0,14%)
     

Rüdiger lamenta seu gesto com Pogba, mas nega ter mordido o adversário

·1 minuto de leitura
Lance da partida entre Alemanha e França pela Eurocopa

"Não tenho o direito" de fazer isso, lamentou Antonio Rüdiger, zagueiro da Alemanha, um dia depois de fazer um gesto que parecia uma mordida contra o meia Paul Pogba, da França, no jogo entre as duas seleções pela primeira rodada do Grupo F da Eurocopa.

"Obviamente, não tenho o direito de ir assim com a boca nas costas", disse o jogador do Chelsea, numa declaração divulgada nesta quarta-feira por seu empresário.

"Depois do apito final, conversei muito amigavelmente com o Paul", acrescentou o zagueiro, que recentemente conquistou a Liga dos Campeões.

"E tanto comigo quanto mais tarde na entrevista, ele confirmou que não foi uma mordida, como alguns pensaram no início", disse o alemão de 28 anos.

O árbitro espanhol da partida, Carlos del Cerro Grande, nada fez no momento. "Ele me disse que teria me penalizado se achasse que era uma falta", destacou Rüdiger.

Pogba, muito zangado na hora, denunciou o incidente para o árbitro, mas depois, durante a entrevista, mudou de opinião.

"Somos amigos, já nos conhecemos há muito tempo. Não foi nada sério", disse o francês, eleito o melhor em campo pela Uefa.

"Acho que ele me beliscou um pouco. Ele não recebeu um cartão e acho que é melhor assim. Não quero que ele seja suspenso por isso. Nós nos abraçamos no final do jogo e foi isso", explicou.

A Uefa divulgou nesta quarta que não irá abrir nenhum processo disciplinar contra o alemão.

Depois de revisar as imagens do duelo, vencido pela seleção francesa por 1 a 0, o órgão "não abrirá um processo disciplinar", confirmou um porta-voz da entidade à AFP.

cpb/gf/gh/dr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos