Mercado abrirá em 7 h 23 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,35
    -2,14 (-1,94%)
     
  • OURO

    1.804,80
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    30.398,97
    +814,75 (+2,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,49
    +1,39 (+0,20%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.903,25
    +4,48 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    26.555,26
    +127,61 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    12.310,00
    -72,75 (-0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2558
    -0,0033 (-0,06%)
     

Rússia usa reserva doméstica de dólares para evitar calote

(Bloomberg) -- A Rússia parece estar a caminho de evitar um calote iminente de sua dívida soberana após usar reservas domésticas de dólares para fazer pagamentos de dois títulos que estavam bloqueados por sanções.

A Rússia está usando algumas de suas reservas domésticas em dólares, e os EUA estão permitindo que os pagamentos sejam feitos, de acordo com um funcionário do Tesouro americano que falou sob condição de anonimato.

Mais cedo na sexta-feira, o ministério das finanças da Rússia disse que enviou dólares para o agente pagador, uma filial do Citigroup em Londres. Os valores foram de US$ 564,8 milhões para um Eurobond de 2022 e US$ 84,4 milhões para um título de 2042.

O país já havia tentado fazer o pagamento em rublos depois que as transferências de dólares foram interrompidas no início de abril pelo banco. Isso violou os termos da dívida e iniciou um período de carência de 30 dias, que termina em 4 de maio, após o qual a default pode ser declarado.

O uso das reservas domésticas da Rússia é um dos principais objetivos das restrições dos EUA, para forçar o país a drenar esses fundos e minar sua capacidade de financiar a invasão da Ucrânia.

O pagamento é mais um desdobramento na batalha econômica e financeira que ocorre desde o início da guerra. As sanções ocidentais congelaram as reservas estrangeiras da Rússia e cortaram o país do sistema financeiro global, enquanto ativos de políticos e empresas ligadas a Vladimir Putin foram apreendidos.

Se esse dinheiro chegar aos investidores antes do final do período de carência, pode evitar o default.

Depois que pagamentos de títulos foram bloqueados este mês, a Rússia respondeu com ameaças de ação legal, dizendo que os EUA e outros estão tentando forçá-lo a entrar em default.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos