Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.469,90
    -28,03 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Rússia suspende participação em inspeção de navios com grãos ucranianos em Istambul

A delegação da Rússia que participa, desde o início de agosto, da inspeção de navios com grãos ucranianos em Istambul, decidiu se retirar "por tempo indeterminado", anunciou neste domingo (30) o Centro de Coordenação Conjunta (CCC), que supervisiona as operações de exportação.

"A delegação da Federação da Rússia fez saber que [...] suspende a sua participação na implementação das atividades da Iniciativa, incluindo inspeções, por tempo indeterminado", indicou em um comunicado o CCC.

O Ministério de Defesa da Turquia havia afirmado horas antes que as inspeções de navios carregados com cereais ucranianos continuariam "hoje e amanhã [segunda-feira]" em Istambul.

O Centro de Coordenação Conjunta, que reúne delegados de Rússia, Ucrânia, Turquia e ONU, confirmou que 11 barcos haviam sido inspecionados no domingo, antes de detalhar que a delegação russa havia anunciado que já não participaria dos trabalhos de revisão.

Moscou anunciou no sábado a suspensão de sua participação no acordo que permite à Ucrânia exportar seus cereais, vitais para muitos países pobres, após denunciar um ataque com drones contra navios russos na Crimeia.

"Com o objetivo de continuar com a implementação da Iniciativa, foi proposto que as delegações turca e da ONU proporcionem amanhã 10 equipes para inspecionar 40 navios que vão zarpar. Este plano de inspeção foi aceito pela delegação ucraniana. A delegação da Federação da Rússia foi informada", informou o CCC.

Segundo o Centro de Coordenação, são 112 navios no total à espera de inspeção em Istambul para prosseguirem seus caminhos para outros países.

O acordo, que entrou em vigor em 1º de agosto e expira em 19 de novembro, permitiu a exportação dos portos ucranianos de mais de 9,5 milhões de toneladas de cereais e outros produtos agrícolas, segundo o Centro Conjunto de Coordenação.

rba/fjb/aoc/yow/rpr/mvv