Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.553,49
    +104,93 (+0,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Rússia pretende enviar mais dois turistas espaciais à ISS a partir de 2023

·1 minuto de leitura

No ano passado, a agência espacial russa Roscosmos firmou um contrato com a startup Space Adventures para levar dois turistas à Estação Espacial Internacional (ISS) em 2023. Agora, a Roscosmos revela que mais outros dois turistas espaciais poderão ir à ISS a bordo da espaçonave Soyuz após este voo.

Conforme explicou o vice-diretor geral da Roscomos, Sergey Saveliev, a agência já tem os seus clientes comerciais e devem ser anunciados ainda este ano. Além disso, Savaliev antecipou que os turistas não são russos e que seus nomes serão anunciados durante o Congresso Internacional de Astronáutica (IAC, na sigla em inglês), em Dubai, previsto para outubro.

(Imagem: Reprodução/NASA)
(Imagem: Reprodução/NASA)

Em um futuro próximo, segundo o vice-diretor, será assinado um acordo com os dois turistas, mas, como os assentos da espaçonave russa já estão ocupados, eles só poderão ir ao espaço a partir de 2023 — ano em que a Roscosmos pretende realizar uma caminhada espacial na ISS com outros dois turistas.

Ainda não se sabe se este voo também será realizado em acordo com a Space Adventures ou com alguma outra startup. De todo modo, mais detalhes devem ser divulgados após o congresso de outubro, quando os nomes dos turistas também virão à tona. Desde 2001, a Rússia já enviou sete civis para a ISS.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos