Mercado fechará em 2 h 26 min
  • BOVESPA

    98.764,96
    -856,62 (-0,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.698,47
    -363,14 (-0,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    106,46
    -3,32 (-3,02%)
     
  • OURO

    1.810,50
    -7,00 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    19.109,06
    -881,33 (-4,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    410,12
    -21,35 (-4,95%)
     
  • S&P500

    3.806,01
    -12,82 (-0,34%)
     
  • DOW JONES

    30.887,90
    -141,41 (-0,46%)
     
  • FTSE

    7.169,28
    -143,04 (-1,96%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.393,04
    -411,56 (-1,54%)
     
  • NASDAQ

    11.606,50
    -84,50 (-0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4393
    +0,0287 (+0,53%)
     

Rússia pagará dívida externa em rublos se outras opções forem bloqueadas, diz ministro das Finanças

Cliente segura notas de rublos em mercado de Omsk, Rússia

(Reuters) - A Rússia pagará suas obrigações da dívida externa em rublos se os Estados Unidos bloquearem outras opções, e o país não se declarará inadimplente, disse seu ministro das Finanças, Anton Siluanov.

Washington está avaliando bloquear a capacidade da Rússia de pagar seus detentores de títulos norte-americanos, permitindo que uma isenção importante expire em 25 de maio, o que pode levar Moscou para mais perto do calote.

"Nós não vamos dar calote, temos dinheiro --a menos que os países ocidentais impossíbilitem que paguemos nossas dívidas", disse Siluanov em um fórum. "Poderemos pagar e pagaremos aos estrangeiros em rublos como opção de último recurso se a infraestrutura (financeira) ocidental for fechada para nós."

As sanções ocidentais à Rússia proíbem transações com o Ministério das Finanças da Rússia, seu banco central ou seu tesouro.

Mas uma isenção dos EUA, emitida pelo Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro em 2 de março, abriu uma exceção para fins de "recebimento de juros, dividendos ou pagamentos de vencimento relacionados a dívidas ou ações".

Isso permitiu que Moscou continuasse pagando aos investidores e evitasse o calote de sua dívida governamental, e permitiu que os investidores dos EUA continuassem a receber pagamentos de cupons.

Depois que a isenção expirar, em 25 de maio, a Rússia ainda terá quase 2 bilhões de dólares em pagamentos de títulos soberanos externos a serem feitos antes do final do ano.

(Reportagem da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos