Mercado abrirá em 8 h 52 min
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,01 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,49 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,37
    -0,76 (-1,43%)
     
  • OURO

    1.862,30
    -3,60 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    30.471,17
    +657,13 (+2,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    603,29
    -76,61 (-11,27%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,37 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.668,85
    -258,91 (-0,87%)
     
  • NIKKEI

    28.646,99
    -109,87 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.352,75
    -42,75 (-0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5140
    +0,0056 (+0,09%)
     

Rússia mantém juros básicos em mínima recorde de 4,25%

·1 minuto de leitura
Prédio do banco central da Rússia em Moscou

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia manteve sua taxa de juros em uma mínima recorde de 4,25% nesta sexta-feira, após um salto recente na inflação, mas disse que vai avaliar se há potencial para juros mais baixos.

A decisão de deixar a taxa básica inalterada ficou de acordo com uma pesquisa da Reuters que previa que a Rússia manteria o custo dos empréstimos em seu nível atual devido a um aumento nos preços ao consumidor após queda do rublo.

"Dada a alta heterogeneidade das tendências econômicas e de movimento de preços atuais, o Banco da Rússia avaliará os desenvolvimentos subsequentes e a existência de potencial para redução adicional da taxa básica", disse o banco central.

Juros mais baixos sustentam a economia por meio de empréstimos mais baratos, mas também podem aumentar a inflação, o principal foco do banco central, e tornar o rublo mais vulnerável a choques externos.

(Por Andrey Ostroukh, Gabrielle Tétrault-Farber, Elena Fabrichnaya, Alexander Marrow)