Mercado abrirá em 1 h 47 min

Rússia lança satélite espião para bisbilhotar rival dos EUA

A Rússia lançou nesta segunda-feira (1º) o satélite Kosmos 2558, que parece ter fins de espionagem: ele foi lançado ao mesmo plano orbital do satélite USA 326, lançado pelos Estados Unidos em fevereiro. Ambos estão em altitudes próximas e, se nenhum realizar manobras nos próximos dias, devem passar bem perto um do outro em breve.

Marco Langbroek, rastreador de satélites na Holanda, observou que o Kosmos 2558 poderá se aproximar do USA 326 nesta quinta-feira (4). “A distância de aproximação é de cerca de 75 km, sendo que quase 73 km são de altitude”, escreveu ele, em uma publicação em seu blog.

Lançamento do satélite Kosmos 2558 com um foguete Soyuz, da Rússia (Imagem: Reprodução/Russian Ministry of Defense)
Lançamento do satélite Kosmos 2558 com um foguete Soyuz, da Rússia (Imagem: Reprodução/Russian Ministry of Defense)

Lançado pelo Ministério da Defesa da Rússia, o satélite Kosmos leva um nome genérico que a antiga União Soviética costumava usar em suas atividades espaciais, e que segue adotado pela Rússia atualmente para não identificar o satélite e seu objetivo.

Já o USA 326 é um satélite norte-americano secreto que, segundo afirmou o astrofísico Jonathan McDowell em alguns posts publicados no Twitter no fim de julho, liberou "um objeto" recentemente. “Não está claro se [o objeto] é um detrito ou um subsatélite”, ressaltou. Além disso, não é possível saber se o Kosmos 2558 é realmente um satélite espião que vai analisar o objeto liberado pelo USA 326.

Se for, ele não será o primeiro: em 2020, dois satélites da Rússia realizaram manobras suspeitas para os norte-americanos, que notaram que eles estariam seguindo o satélite USA 245, dos Estados Unidos. “Vemos este comportamento como estranho e perturbador”, observou o general John Raymond, chefe de operações espaciais da Força Espacial dos Estados Unidos, sobre o ocorrido.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos