Mercado fechará em 6 h 20 min
  • BOVESPA

    120.409,46
    +488,85 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.934,91
    +535,11 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,23
    -0,48 (-0,74%)
     
  • OURO

    1.831,70
    +16,00 (+0,88%)
     
  • BTC-USD

    57.385,15
    +31,66 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.516,66
    +80,88 (+5,63%)
     
  • S&P500

    4.214,70
    +13,08 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    34.572,09
    +23,56 (+0,07%)
     
  • FTSE

    7.108,64
    +32,47 (+0,46%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.719,25
    +121,50 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3469
    -0,0197 (-0,31%)
     

Rússia eleva taxa básica de juros para 5% com riscos inflacionários e geopolíticos

·1 minuto de leitura
Sede do BC da Rússia em Moscou

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia elevou sua taxa básica de juros para 5% nesta sexta-feira, um salto maior do que o esperado num contexto de rublo fraco, inflação alta e riscos geopolíticos, sinalizando que mais aumentos devem vir à frente.

A decisão de aumentar a taxa, que estava em 4,5% veio em desacordo com a previsão da maioria dos analistas consultados pela Reuters, que previram um aumento moderado de 25 pontos-base depois que uma nova onda de sanções atingiu o rublo, enquanto a inflação dava poucos sinais de desaceleração.

"A rápida recuperação da demanda e a elevada pressão inflacionária exigem um retorno mais rápido à política monetária neutra", disse o banco em um comunicado.

O banco central russo elevou os juros pela segunda vez este ano, com a inflação, sua principal área de responsabilidade, acelerando para 5,8% em março, seu maior patamar desde 2016.

(Por Andrey Ostroukh, Gabrielle Tétrault-Farber, Elena Fabrichnaya, Alexander Marrow, Katya Golubkova)