Na Rússia,Dilma diz que País está aberto a investimentos

Como já tinha feito durante visita oficial à França, no início da semana, a presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira, perante uma plateia de empresários russos que participaram do Fórum Empresarial Brasil-Rússia, em Moscou, que o Brasil é um País de oportunidades e aberto a parcerias com investidores estrangeiros. "O Brasil está em situação favorável hoje, crescendo ao mesmo tempo em que mantém a estabilidade macroeconômica", afirmou.

Segundo Dilma, o Brasil e a Rússia têm em comum a necessidade de mais investimentos e pede para que ambas as nações se mobilizem nesse sentido. "Quero deixar essa mensagem, tanto no sentido dos fluxos comerciais quanto nos investimentos recíprocos", diz.

Citando especificamente o setor de transportes, principalmente o ferroviário e aeroviários, a presidente disse que parcerias entre o Brasil e a Rússia "são extremamente bem-vindas". Segundo Dilma, o Brasil precisa cuidar de sua infraestrutura e integrar os moldais de transporte. "É um desafio", acrescentou.

Dilma Rousseff também apresentou aos empresários as conquistas macroeconômicas do Brasil, principalmente a convergência da taxa básica de juros ao nível internacional, e destacou o interesse de seu governo em "articular com o setor privado todas as políticas para alcançar um crescimento acelerado".

A presidente ressaltou a riqueza energética da Rússia e o potencial também na área de energia e de alimentos do Brasil. Acrescentou, no entanto, que os dois países não podem limitar seu comércio a esses segmentos. "Não podemos restringir nossa pauta de comércio", afirmou, acrescentando que as prioridades russas se convergem nesse tema.

Em seguida, ela citou a necessidade de ampliar as relações para os setores de manufaturas e serviços, além de modernizar as indústrias e fortalecer a inovação tecnológica. "Somos países de grandes mercados", acrescentou, enaltecendo também a excelência científica da Rússia e o interesse do Brasil em ampliar relações nessa área.

Depois de discorrer sobre os avanços sociais conquistados pelos dois países nos últimos anos, Dilma ressaltou que o desafio de Brasil e Rússia é a competitividade e a necessidade de manter o dinamismo das economias.

A presidente citou ainda os eventos esportivos que o Brasil vai sediar nos próximos anos e lembrou que a Rússia também será palco dos Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014 e da Copa do Mundo de 2018. "Uma cooperação e troca de experiências é possível na infraestrutura, segurança de jogos, logística e transportes urbanos" disse. "Temos de realizar investimentos entre os nossos países", acrescentou.

Carregando...