Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.548,31
    -75,04 (-0,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Rússia bloqueia segunda maior corretora de criptomoedas do mundo

O regulador de mídia estatal da Rússia bloqueou o acesso dos cidadãos da Rússia à exchange OKX. O que pegou muitos de surpresa é que a censura da plataforma veio sem nenhum aviso prévio e, de início, sem nenhum motivo aparente para a ação por parte do governo.

A Rússia bloqueou o site da corretora de criptomoedas OKX, no começo desta semana. O site passou a fazer parte da lista de proibições da Roskomnadzor, regulador de mídia estatal da Rússia, com autonomia para atuar como um controlador da internet.

É possível observar a presença do site da OKX nos registros da Roskomnadzor. 

Através do registro no órgão regulador é possível ver que o site da OKX  foi bloqueado sob o artigo 15.3 da lei federal russa sobre Informação, Tecnologias da Informação e Proteção da Informação.

Este artigo determina a restrição de sites por vários motivos, incluindo informações falsas e possível ameaça a organizações financeiras ou de crédito.

De acordo com dados da The Block Research, a OKX é a segunda maior exchange de criptomoedas em termos de volumes de negociação e participação de mercado atualmente. Com isso, a “Rússia corta um grande número de clientes” da plataforma.

Apesar da definição do artigo 15.3, não foi dado um motivo exato para a proibição da página da OKX no país, o que deixou não só os clientes, mas a própria plataforma sem resposta para o que aconteceu.

Russos ainda podem utilizar o serviço da corretora através de VPNs

Vale ressaltar que o governo russo bloqueou apenas o site da OKX e não proibiu a corretora de atuar diretamente no país, o que é uma possibilidade para o futuro, mas não é tão provável.

Com isso, o bloqueio do site não significa que os russos não possam acessar a plataforma completamente, dada a disponibilidade de redes privadas virtuais, as VPNs.

Até o momento, ao que tudo indica, o dinheiro dos investidores na plataforma não foi afetado e possivelmente não serão no futuro.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que algo assim acontece na Rússia, em setembro de 2020, o site da Binance foi bloqueado depois que um tribunal local decidiu que a exchange estava ajudando a “distribuir informações sobre bitcoin”.

No entanto, por falta de representação formal contra a corretora, a decisão foi anulada em 2021. 

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.