Mercado abrirá em 6 h 21 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,36
    +0,06 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.778,60
    +1,90 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    34.267,85
    +1.341,80 (+4,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    825,25
    +38,63 (+4,91%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.281,27
    +398,81 (+1,38%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.355,00
    +0,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8697
    +0,0074 (+0,13%)
     

Rússia avança na construção de gasoduto e Putin afirma aceitar pagamentos em euros

·2 minuto de leitura
(Arquivo) Placa direciona para gasoduto Nord Stream 2 na Alemanha

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou nesta sexta-feira (4) novos progressos na construção do gasoduto Nord Stream 2, destinado a fornecer gás russo à Europa, que poderá ser pago em euros, disse o presidente.

"Duas horas e meia atrás, a instalação da primeira linha do gasoduto Nord Stream 2 foi concluída com sucesso. Os trabalhos na segunda linha continuam", disse o líder na sessão plenária do Fórum Econômico de São Petersburgo.

"Do lado alemão, os tubos chegaram. Do lado russo, eles precisam ser içados e soldados, só isso. Mas a instalação em si está concluída", disse Putin, acrescentando que, do lado russo, "a Gazprom está pronta para abastecer o Nord Stream 2" com gás.

O chefe de Estado russo também expressou sua disposição "de considerar a possibilidade de pagamentos em moedas nacionais".

"O euro é totalmente aceitável para o pagamento do gás. Isso pode ser feito e de fato provavelmente será."

Após o anúncio, as ações da Gazprom, que já estavam em seu nível mais alto há vários dias, atingiram novos recordes.

O Nord Stream 2, originalmente programado para iniciar suas atividades em 2020, quer dobrar a capacidade de fornecimento de gás natural russo para a Europa.

O gasoduto cruzará o Mar Báltico da Rússia à Alemanha, principal impulsionador do projeto.

De acordo com os Estados Unidos e alguns países europeus - Polônia, países bálticos e Ucrânia - o gasoduto de duas linhas aumentará a dependência dos europeus do gás russo, que Moscou poderia usar para exercer pressão política.

O Nord Stream 2 sofreu atrasos significativos devido a essas críticas e à ameaça de sanções dos EUA.

Em maio, Washington renunciou à imposição de sanções, alegando que elas afetariam as relações com Berlim.

A Rússia quer se livrar da sombra do dólar, que o torna vulnerável internacionalmente.

O fundo nacional de riqueza soberana (FNS) da Rússia liquidará todos os seus ativos em dólares dentro de um mês, disse o ministro das Finanças, Anton Siluanov, na quinta-feira.

apo/tbm/sr/pc-jz/tjc/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos