Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.855,21
    -507,89 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.278,03
    -436,57 (-0,84%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,85
    +0,19 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.800,60
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    60.705,68
    +2.197,18 (+3,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.472,12
    +52,75 (+3,72%)
     
  • S&P500

    4.587,45
    +35,77 (+0,79%)
     
  • DOW JONES

    35.659,80
    +169,11 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.249,47
    -3,80 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.745,25
    +158,00 (+1,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5717
    +0,1470 (+2,29%)
     

Réveillon 2022: Búzios planeja eventos sem exigência de passaporte de vacinação; Cabo frio e Rio das Ostras também preveem comemoração

·2 minuto de leitura

RIO — Com o avanço da vacinação e a expectativa da retomada de grandes eventos, municípios da Região dos Lagos já começaram a planejar as comemorações de réveillon para este ano. Nesta terça-feira, a prefeitura de Búzios divulgou que pretende ter queima de fogos e eventos em diversos pontos da península, sem a exigência de apresentar o comprovante de vacinação. Em Cabo Frio, serão espalhados três pequenos palcos com shows de artistas locais: um deles será no Jardim Esperança e os outros dois, em Tamoios. A comemoração, no entanto, não terá queima de fogos na virada.

Segundo a prefeitura de Cabo Frio, será permitida a realização de festas particulares, desde que sigam as normas de prevenção contra a Covid-19 que estiverem em vigor na época.

Em Rio das Ostras, o réveillon será sem festas, mas com fogos. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo divulgou, em nota, que a queima está em processo de licitação. Segundo a prefeitura, está previsto que o show de luzes aconteça nas praias do Centro, Costa Azul e Mirante da Baleia.

Há também um planejamento para os blocos de carnaval em Cabo Frio. De acordo com a prefeitura, será realizada uma reunião na próxima semana com a associação dos blocos da cidade para avaliar a possibilidade de realização do evento, que terá horário definido para a circulação, de 10h às 20h. Além disso, todas as agremiações e blocos carnavalescos deverão apresentar obrigatoriamente o roteiro de circulação e a documentação exigida para o desfile.

Tanto em Cabo Frio quanto em Rio das Ostras o planejamento poderá sofrer alterações caso os índices sanitários voltem a aumentar nas cidades.

No Rio, o clima é de festa e fogos

Em agosto, a prefeitura do Rio divulgou o planejamento da festa de réveillon com 13 palcos, entre Copacabana, Boulevard Olímpico e a Praça Guilherme da Silveira, em Bangu. Somente em Copacabana, serão três: um em frente ao Copacabana Palace; um próximo à Rua Santa Clara; e outro no Leme. A queima de fogos na praia prevê dez balsas, que ainda serão contratadas pela prefeitura.

Também haverá palcos no Piscinão de Ramos, Penha, Ilha do Governador, Paquetá, Sepetiba, Pedra de Guaratiba e Flamengo.

Por parte da rede hoteleira, o clima é de esperança e entusiasmo. No mês passado, o presidente do Sindicato dos Meios de Hospedagem do Rio (Hotéis Rio), Alfredo Lopes disse que a expectativa é de 80% de ocupação na cidade:

— Se conseguirmos 80%, será fantástico. Dá para sonhar em ter um réveillon, sim, especialmente à medida que se apresse a vacinação.

A programação do réveillon o Rio, no entanto, poderá sofrer alterações caso o cenário epidemiológico indique que a Covid-19 está avançando.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos