Questão da CTEEP preocupa governo paulista, diz Aníbal

O presidente do Fórum Nacional de Secretários de Estado para Assuntos de Energia, José Aníbal, concorda com a decisão do Conselho de Administração da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP), que recomendou a seus acionistas rejeitar a renovação das concessões da empresa pela nova metodologia do governo federal.

Segundo o secretário, é a única alternativa para a empresa, uma vez que o governo determinou que os ativos de transmissão anteriores ao ano 2000 não serão indenizados. "É uma atitude autocrática (do governo). Não é uma questão de vontade, mas de números. Tem um acordo, uma norma contábil, uma norma remuneratória", afirmou nesta terça-feira, ao participar de audiência pública sobre a Medida Provisória 579 no Senado. A MP trata da renovação das concessões do setor elétrico.

Aníbal disse que a questão da CTEEP preocupa o governo paulista. "Eu tenho preocupação porque, no ano passado, eu fui muito forte em cima deles (CTEEP) por causa de investimento e eles fizeram um investimento de R$ 500 milhões", disse, citando a construção de duas subestações, na capital paulista e na Grande São Paulo. "Agora, espero que eles sejam remunerados."

Carregando...