Mercado abrirá em 6 h 32 min

Quero-Quero: Loja de materiais de construção faz pedido para IPO

Juliano Passaro
Quero-Quero: Loja de materiais de construção faz pedido para IPO

A empresa de materiais de construção Quero-Quero publicou um prospecto nesta quarta-feira (12) informando que protocolou um pedido para oferta pública inicial de ações (IPO) na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

A controladora da Quero-Quero é a americana Advent International Corp. A rede possui 346 lojas no Sul do Brasil.

Sobre a Quero-Quero

A loja Quero-Quero informa em seu site que foi fundada no dia 15 de agosto de 1967, na cidade de Santo Cristo, interior do Rio Grande do Sul. Apenas em 2008 a rede foi comprada pelo fundo de private equity Advent International. Após isso, a empresa mudou o local de sua sede, que ficava em Santo Cristo, no Rio Grande do Sul, e foi para Cachoeirinha, também no RS.

Veja também: Moura Dubeux precifica IPO em R$ 19 por ação e pode levantar R$ 1,25 bi

Depois dessas mudanças, a loja começou a ganhar corpo e crescer no mercado, alcançando novas regiões. Atualmente, a Quero-Quero está presente em Santa Catarina, Paraná e no Rio Grande do Sul. A empresa conta com 5000 funcionários. O grupo vende, além de materiais de construção, móveis e eletrodomésticos. Também gerencia os cartões de crédito da VerdeCard, que são aceitos em cerca de 150 mil estabelecimentos.

A Quero-Quero salienta em seu site que é a única loja que não cobra por um produto que atrasa na entrega. "É esta atitude que chamamos de Palavra! Lojas Quero-Quero. Só quem já reformou, construiu ou contou com um produto que não chegou na data combinada sabe o quanto isso pode incomodar e o quanto custa uma palavra não cumprida. É por isso que, na Lojas Quero-Quero, se ocorrer algum atraso, quem paga por ele é a loja, e não o cliente", destaca a empresa.

A Quero-Quero fornece os produtos para suas filiais por meio de seus dois Centros de Distribuição, que ficam situados em Santo Cristo e Sapiranga, ambos no Rio Grande do Sul. Os centros de distribuição conseguem entregar as mercadorias em até 24 horas após a venda direta, na casa do cliente, de acordo com a companhia.