Mercado abrirá em 1 h
  • BOVESPA

    115.062,54
    -1.118,01 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,39
    -0,22 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.774,80
    -20,00 (-1,11%)
     
  • BTC-USD

    47.942,63
    +378,30 (+0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.234,98
    +37,76 (+3,15%)
     
  • S&P500

    4.480,70
    +37,65 (+0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.814,39
    +236,82 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.044,40
    +27,91 (+0,40%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.459,00
    -45,00 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1446
    -0,0514 (-0,83%)
     

Quer testar recursos experimentais do YouTube? Agora isso está mais fácil

·1 minuto de leitura

Você sabia que o YouTube permite que assinantes Premium experimentem recursos ainda não lançados no app e na versão web? Provavelmente só aqueles mais ligados nas funcionalidades mais recentes (sempre noticiadas aqui no Canaltech) vão conhecer essa funcionalidade, mas o Google aparentemente quer mudar isso.

Não se sabe ao certo quando começou, mas usuários já podem encontrar um novo banner na aba Início. Entre vídeos, um quadro etiquetado com a logo do YouTube Premium convida usuários para “testar novos recursos experimentais”, função contida dentro da página youtube.com/new.

Banner aparece entre vídeos direto da aba Início (Imagem: Reprodução/Android Police)
Banner aparece entre vídeos direto da aba Início (Imagem: Reprodução/Android Police)

Alguns dos recursos disponibilizados lá recentemente incluem o modo Picture-in-Picture (PiP) para iOS (que foi e voltou várias vezes) e a tradução de automática comentários. Frequentemente, o Google adiciona mais funções experimentais para efetuar testes com maior alcance, assim como também faz no Google Chrome, na conhecida central chrome://flags.

Não espere, porém, ser um dos pioneiros do YouTube a experimentar novidades ainda em fases iniciais de desenvolvimento. O controle do Google sobre a disponibilidade de testes é bem rígido, então as funções já chegam na plataforma quase 100% preparadas para alcançar o público geral.

Vale lembrar ainda que experimentar não é de graça. É necessário ter uma assinatura do YouTube Premium ativa para habilitar as novidades em qualquer versão do app. Hoje, a assinatura mensal custa R$ 20,90, mas também há o plano família (R$ 31,90/mês) e o estudantil (R$ 12,50) à disposição de todos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos