Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.915,45
    -1.032,55 (-1,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -1.346,38 (-2,64%)
     
  • OURO

    1.774,20
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    57.400,84
    -239,69 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.468,24
    +0,31 (+0,02%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -231,75 (-3,18%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -2.174,84 (-8,48%)
     
  • NIKKEI

    27.677,80
    -143,96 (-0,52%)
     
  • NASDAQ

    16.190,00
    +39,50 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3917
    +0,0217 (+0,34%)
     

Quer lucrar com ações? Robôs podem te ajudar mais do que analistas humanos

·1 min de leitura
Robô analisando ações em um notebook
Pesquisa mostra que parceiros automatizados fazem previsões mais certeiras do que as empresas tradicionais

(Getty Images)

  • Pesquisa revela que robôs são melhores do que humanos em investimentos

  • Previsões são mais certeiras por não haver viés ou conflito de interesse

  • Para chegar ao resultado, mais de 76 mil relatórios foram analisados

Se os robôs tomarão o planeta como vários filmes de ficção científica projetam, não é possível afirmar, mas uma pesquisa revelou que eles já são melhores do que humanos quando o assunto é investir.

De acordo com os pesquisadores da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, os robôs são capazes de recomendar ações mais lucrativas e fazer previsões mais equilibradas do que as empresas tradicionais, já que não possuem vieses ou têm conflitos de interesse.

Para chegar ao resultado, foram analisados mais de 76 mil relatórios emitidos por sete empresas diferentes que utilizam os parceiros automatizados entre 2003 e 2018. A partir disso, os resultados foram comparados com os de analistas humanos do Sistema de Estimativa dos Corretores Institucionais (IBES), dos Estados Unidos.

Leia também:

“Usar esse tipo de tecnologia para fazer recomendações de investimentos ou conduzir análises de investimentos se tornará cada vez mais importante", disse um dos autores do estudo, em entrevista à Bloomberg.

Tal é o sucesso que os robôs têm feito no mercado de investimentos que um estudo do banco norte-americano Wells Fargo Securities estima que a automação reduza em cerca de 200 mil o número de funcionários em Wall Street e no setor bancário. As informações são da Época Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos